quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Ele próprio quem me dava a conhecer o que eu não compreendia.

Anteriormente, era Ele próprio quem me dava a conhecer o que eu não compreendia, e agora manda que pergunte tudo ao confessor e, muitas vezes, diz-me assim: Eu te responderei pela boca dele, fica tranquila. Ainda não me aconteceu de ter recebido uma resposta contrária ao que o Senhor exigia de mim, e que eu apresentava ao diretor espiritual. [Diário de Santa Faustina nº 145]. Editora Apostolado da Divina Misericórdia. Jesus eu confio em Vós! 
Catequese do Papa Francisco - 
"Perdão divino - motor da esperança" 
CATEQUESE
Sala Paulo VI – Vaticano
Quarta-feira, 9 de agosto de 2017
Boletim da Santa Sé-Tradução livre: Jéssica Marçal (Canção Nova)

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Ouvimos a reação dos convíveres de Simão o fariseu: “Quem é este homem que até perdoa pecados?” (Lc 7, 49). Jesus tinha feito um gesto escandaloso. Uma mulher da cidade, conhecida por todos como uma pecadora, entrou na casa de Simão, inclinou-se aos pés de Jesus e derramou sobre seus pés óleo perfumado. Todos aqueles que estavam ali à mesa murmuraram: se Jesus é um profeta, não deveria aceitar gestos do tipo de uma mulher como aquela. Aquelas mulheres, pobrezinhas, que serviam somente para ser encontradas às escondidas, também pelos chefes, ou para ser lapidadas. Segundo a mentalidade do tempo, entre o santo e o pecador, entre o puro e o impuro, a separação devia ser clara.

Mas a atitude de Jesus é diferente. Desde o início do seu ministério na Galileia, Ele aproxima os leprosos, os endemoniados, todos os doentes e os marginalizados. Um comportamento do tipo não era nada habitual, tanto é verdade que esta simpatia de Jesus pelos excluídos, os “intocáveis”, será uma das coisas que mais chamará a atenção de seus contemporâneos. Lá onde há uma pessoa que sofre, Jesus está lá, e aquele sofrimento se torna seu. Jesus não prega que a condição de pena deve ser suportada com heroísmo, à maneira dos filósofos históricos. Jesus partilha a dor humana e quando a enfrenta, do seu íntimo brota aquela atitude que caracteriza o cristianismo: a misericórdia. Jesus, diante da dor humana, sente misericórdia; o coração de Jesus é misericordioso. Jesus prova compaixão. Literalmente: Jesus sente tremer suas vísceras. Quantas vezes nos evangelhos encontramos reações do tipo. O coração de Cristo encarna e revela o coração de Deus, que lá onde está um homem ou uma mulher que sofre, quer a sua cura, a sua libertação, a sua vida plena.

É por isso que Jesus abre os braços aos pecadores. Quanta gente perdura também hoje em uma vida errada porque não encontra ninguém disponível para olhá-lo ou olhá-la de modo diferente, com os olhos, melhor, com o coração de Deus, isso é, olhá-los com esperança. Jesus, em vez disso, vê uma possibilidade de ressurreição também em quem acumulou tantas escolhas erradas. Jesus está sempre ali, com o coração aberto; abre aquela misericórdia que tem no coração; perdoa, abraça, entende, se aproxima: assim é Jesus!

Às vezes esquecemos que para Jesus não se tratou de um amor fácil, a pouco preço. Os evangelhos registram as primeiras reações negativas em relação a Jesus quando ele perdoou os pecados de um homem (cfr Mc 2, 1-12). Era um homem que sofria duplamente: porque não podia caminhar e porque se sentia “errado”. E Jesus entende que a segunda dor é maior que a primeira, tanto que logo o acolhe com um anúncio de libertação: “Filho, foram perdoados seus pecados!” (v. 5). Libera aquele sentido de opressão de sentir-se errado. É então que alguns escribas– aqueles que se acreditam perfeitos: penso em tantos católicos que se acreditam perfeitos e desprezam os outros…é triste isso… – alguns escribas ali presentes se escandalizaram com as palavras de Jesus, que soam como blasfêmia, porque somente Deus pode perdoar os pecados.

Nós que estamos habituados a experimentar o perdão dos pecados, talvez muito a “bom preço”, deveríamos alguma vez recordar quanto custamos ao amor de Deus. Cada um de nós custou bastante: a vida de Jesus! Ele a teria dado mesmo que somente por um de nós. Jesus não vai à cruz porque cura os doentes, porque prega a caridade, porque proclama as bem aventuranças. O Filho de Deus vai à cruz sobretudo porque perdoa os pecados, porque quer a libertação total, definitiva do coração do homem. Porque não aceita que o ser humano consuma toda a sua existência com esta “tatuagem” inapagável, com o pensamento de não poder ser acolhido pelo coração misericordioso de Deus. E com estes sentimentos, Jesus vai ao encontro dos pecadores, que todos nós somos.

Assim os pecadores são perdoados. Não somente são acalmados em nível psicológico, porque livres do sentido de culpa. Jesus faz muito mais: oferece às pessoas que erraram a esperança de uma vida nova. “Mas, Senhor, eu não sou sábio” – “Olha adiante e te faço um coração novo”. Esta é a esperança que nos dá Jesus. Uma vida marcada pelo amor. Mateus, o publicano, torna-se apóstolo de Cristo: Mateus, que é um traidor da pátria, um explorador do povo. Zaqueu, rico, corrupto – este certamente tinha graduação em propinas – de Jericó, se transforma em um benfeitor dos pobres. A mulher da Samaria, que teve cinco maridos e agora convive com outro, se ouve prometer uma “água viva” que poderá jorrar para sempre dentro dela (cfr Jo 4, 14). Assim Jesus muda o coração; faz assim com todos nós.

Nos faz bem pensar que Deus não escolheu como primeira massa para formar a sua Igreja as pessoas que não erravam nunca. A Igreja é um povo de pecadores que experimentam a misericórdia e o perdão de Deus. Pedro entendeu mais verdade de si mesmo no canto do galo, que em todos os seus gestos de generosidade, que faziam abrir o peito, fazendo-o sentir superior aos outros.

Irmãos e irmãs, somos todos pobres pecadores, necessitados da misericórdia de Deus que tem a força de nos transformar e nos dar novamente esperança, e isso todos os dias. E o faz! E às pessoas que entenderam esta verdade basilar, Deus presenteia a missão mais bela do mundo, vale dizer o amor pelos irmãos e as irmãs, e o anúncio de uma misericórdia que Ele não nega a ninguém. E esta é a nossa esperança. Vamos adiante com esta confiança no perdão, no amor misericordioso de Jesus.
Fonte:https://noticias.cancaonova.com/especiais/pontificado/francisco/catequese-papa-francisco-perdao-divino-motor-da-esperanca/
Senhor, como cristão e particularmente como consagrado, pus-Te no centro da minha vida. Livra-me da tentação de alguma vez pensar, como o príncipe de Tiro: «sou deus». Mas livra-me também da presunção de me julgar grande e merecedor de prêmios, só porque renunciei aos bens materiais, por causa de Ti. Reconheço que tudo o que sou, e tudo o que tenho, me veio de Ti. Por isso, hoje, nada quero pedir, mas simplesmente agradecer. Acolhe a minha gratidão, que é o tímido dom de quem sabe nada ter para dar. Amém!

ORAÇÃO: Ó Santo Estêvão, possamos todos nós nos apaixonar pelo cristianismo, com os pés na realidade em que vivemos! Queira abençoar, não só a sua Hungria, mas, também, o Brasil, para que ele possa, unido a outros países, construir a ordem e o progresso! Amém.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Jesus eu confio em Vós!

Jesus me dá a conhecer, com frequência, o que Lhe desagrada na minha alma e, muitas vezes, censurou-me por coisas aparentemente tão insignificantes que, no entanto, tinham grande importância. Admoestava-me e exercitava como um Mestre. Por vários anos foi Ele mesmo quem me educou, até o momento em que me deu o diretor espiritual. [Diário de Santa Faustina nº 145]. Editora Apostolado da Divina Misericórdia. Jesus eu confio em Vós! 
HOJE PARA FAZER A NOITE PEDINDO PELO ANJO DA GUARDA
Santo Anjo da Guarda, meu poderoso protetor,
 guardai-me sempre na paz de vosso amor.

Dos perigos, livrai-me;
 do mal, libertai-me;
 e nos momentos de angústia, consolai-me!

Durante o sono, velai sobre meu descanso,
 não deixais o mal de mim se aproximar.
 Sob as asas do seu amor,
 possa nos meus sonhos habitar!

Nesta noite de luz, afugentai as trevas do medo,
 afastai também as tentações,
 para que minha alma tranquila
 descanse sem aflições.

E que no alvorecer de um novo dia,
 eu acorde feliz e restaurado,
 e seja para o mundo  testemunha de ser sempre por vós amado!
Hoje inicia a quaresma de São Miguel: http://formacao.cancaonova.com/espiritualidade/oracao/quaresma-de-sao-miguel-arcanjo/

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Toda falta contra ele atinge a Mim mesmo.

Graças ao diretor espiritual, e à sua vigilância sobre a minha alma, conheci o que é a direção espiritual como Jesus a considera. Jesus me repreendia menor falta e fazia-me sentir que Ele mesmo julga as coisas que eu apresento ao confessor – e toda falta contra ele atinge a Mim mesmo. [Diário de Santa Faustina nº 145]. Editora Apostolado da Divina Misericórdia. Jesus eu confio em Vós! 
SÃO MAXIMILIANO MARIA KOLBE,

PRESBÍTERO E MÁRTIR

Maximiliano Maria Kolbe nasceu na Polônia no dia 8 de janeiro de 1894. Ainda adolescente, ingressou na Ordem dos Frades Menores Conventuais e foi ordenado sacerdote em Roma, no ano de 1918. Animado de filial piedade para com a Virgem Mãe de Deus, fundou uma confraria religiosa com o nome de “Milícia de Maria Imaculada”, que se propagou de modo extraordinário tanto em sua pátria como em outras regiões. Chegando ao Japão como missionário, aplicou-se em difundir a fé cristã sob os auspícios  e patrocínio da mesma Virgem Imaculada. Finalmente, regressando à Polônia, tendo padecido, por ocasião da guerra que então grassava, terríveis atrocidades no campo de concentração de Auschwitz, distrito de Cracóvia, consumou sua fecunda vida num holocausto de caridade, a 14 de agosto de 1941.

Oração: Ó Deus, inflamastes São Maximiliano Maria, presbítero e mártir, com amor à Virgem Imaculada e lhe destes grande zelo pastoral e dedicação ao próximo. Concedei-nos, por sua intercessão, que trabalhemos intensamente pela vossa glória no serviço do próximo, para que nos tornemos semelhantes ao vosso Filho até a morte. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Novena "Almas Aflitas"
Segunda-feira, dia dedicado as Almas do Purgatório.
"Pai Eterno, eu vos ofereço o sangue de nosso Senhor Jesus Cristo, intercedei pelas almas aflitas.
E vós, almas aflitas, ide perante a Deus e pedi a graça que necessito (fazer o pedido)". Rezar: Pai Nosso, Ave Maria e o Glória.

“Dai-lhes Senhor as almas o descanso eterno e que a luz perpétua as ilumine, Descansem em paz. Amém”.

domingo, 13 de agosto de 2017

Eucaristia, o Pão da Vida.

Oh! Como é miserável a minha alma que desperdiçou tantas graças. Eu fugia de Deus, e Ele me perseguia com Suas graças. Na maior parte das vezes, recebia graças divinas, quando menos as esperava. Mas, desde o momento em que o Senhor me deu um diretor espiritual, sou mais fiel à graça. [Diário de Santa Faustina nº 145]. Jesus eu confio em Vós! 
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 14,22-33
Depois da multiplicação dos pães,
 Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca
 e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar,
 enquanto ele despediria as multidões.
 Depois de despedi-las,
 Jesus subiu ao monte, para orar a sós.
 A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho.
 A barca, porém, já longe da terra,
 era agitada pelas ondas,
 pois o vento era contrário.
 Pelas três horas da manhã,
 Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar.
 Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar,
 ficaram apavorados, e disseram:
 'É um fantasma'.
 E gritaram de medo.
 Jesus, porém, logo lhes disse:
 'Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!'
 Então Pedro lhe disse:
 'Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro,
 caminhando sobre a água.'
 E Jesus respondeu: 'Vem!'
 Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água,
 em direção a Jesus.
 Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo
 e começando a afundar, gritou: 'Senhor, salva-me!'
 Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse:
 'Homem fraco na fé, por que duvidaste?'
 Assim que subiram no barco, o vento se acalmou.
 Os que estavam no barco,
 prostraram-se diante dele, dizendo:
 'Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!'
 Palavra da Salvação. Glória a Vós Senhor.
2.º domingo de agosto 
Vocação para a vida em família e dia dos pais 
Senhor, pela intercessão de São José, pai adotivo do teu filho Jesus,
 venho hoje te pedir que estendas Tuas Mãos Divinas sobre todos os pais,
 abençoando-os.
 Abençoa, Senhor, o pai amigo e companheiro,
 o pai sempre presente, que oferece o colo e estende a mão,
 mas também o pai ausente, colocando em seu coração todo o Teu Amor.
 Abençoa, Senhor, o pai que hoje recebe o abraço de seus filhos,
 e o pai que chora a ausência do filho que partiu para Teus braços.
 Dá a este o consolo da mansa saudade e enxuga,
 com Teu Divino Manto, as lágrimas que vertem de seus olhos.
 Estende, Senhor, Tuas mãos de Amor sobre todos os pais,
 concedendo-lhes os dons da paciência,
 compreensão, tranquilidade, ternura, justiça,
 fé em Deus e esperança quanto à vida e aos seus filhos.
 Concede-lhes Amor, muito Amor,
 para que cada filho seja, para seu pai, um pai.
 E para que cada pai seja, para seu filho, um filho.
 E aos filhos cujos pais estão junto a Ti,
 dá a fé e o entendimento de que os pais nunca vão embora.
 Eles apenas mudam de lugar.
São José, rogai por nós. Rogai pelos Pais.
Amados leitores no dia 14 de agosto, faremos memória de São Maximiliano Maria Kolbe, presbítero e mártir.  Segue link da novena: http://www.miliciadaimaculada.org.br/ver3/default.asp?pag_ID=35

sábado, 12 de agosto de 2017

Diretor espiritual.

Sob a direção deste sacerdote, a minha alma progredia rapidamente no amor a Deus e muitos desejos do Senhor foram concretizados exteriormente. Muitas vezes, ficava refletindo sobre a coragem dele e sua profunda humildade. Editora Apostolado da Divina Misericórdia. [Diário de Santa Faustina nº 144]. Jesus eu confio em Vós! 
Oração ao Sagrado Coração de Maria
Deus de Bondade, que enchestes o Coração Santíssimo e
Imaculado de Maria dos sentimentos de misericórdia e de ternura,
de que foi sempre penetrado o
Coração de Jesus Cristo, Vosso Filho,
concedei a todos aqueles que
honram esse Coração virginal,
a graça de conservar, até a morte,
uma perfeita conformidade de sentimentos e inclinações com o
Coração Sagrado de Jesus Cristo, que vive e
reina convosco e o Espírito Santo por todos os séculos.Amém.

Amados leitores no dia 14 de agosto, faremos memória de São Maximiliano Maria Kolbe, presbítero e mártir.  Segue link da novena: http://www.miliciadaimaculada.org.br/ver3/default.asp?pag_ID=35

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Sagrado Coração de Jesus, tenho grande confiança em Vós!

Mais tarde, Jesus deu-me um outro sacerdote, diante do qual mandou que eu abrisse a minha alma. Embora a princípio fizesse com um pouco de hesitação, a severa repreensão de Jesus produziu na alma uma profunda humildade. [Diário de Santa Faustina nº 144]. Editora Apostolado da Divina Misericórdia. Jesus eu confio em Vós!  
ORAÇÃO DE DESAGRAVO 
AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
Oh! Jesus, bem dissestes que recebeis dos homens ingratidões, frieza e desprezos. Muitos não querem Vos adorar, louvar e agradecer! 
Diante de Vós, queremos desagravar o Vosso Sagrado Coração com a homenagem do nosso amor.
Nós também pecamos e imploramos Vossa misericórdia, primeiramente, para nós. 
Aqui estamos, Senhor, a implorar Vossa graça para todos os que rejeitam a salvação e não aceitam os apelos da Vossa bondade.
Queremos desagravar-Vos dos maus costumes, das imoralidades, da imodéstia dos vestidos, dos pecados contra a moral familiar, e da profanação dos lugares sagrados e dos Sacramentos. 
Para reparar a honra divina, tão ultrajada, oferecemos ao Pai Eterno os merecimentos da Virgem Maria e de todos os Santos e, sobretudo, os méritos infinitos do Vosso Santo Sacrifício na Cruz, perpetuado em nossos altares.
Recebei, oh! Sagrado Coração de Jesus, pelas mãos de Maria Santíssima Reparadora, a espontânea homenagem deste nosso desagravo. 
Concedei-nos a perseverança no fiel cumprimento dos nossos deveres cristãos, até à morte, para que possamos chegar à Pátria Eterna, onde Vós, com o Pai e o Espírito Santo, viveis e reinais pelos séculos dos séculos. Amém. 
SANTA CLARA, VIRGEM
Nasceu em Assis no ano 1193. Imitando o exemplo do seu concidadão Francisco, seguiu o caminho da pobreza, foi Mãe e Fundadora da Ordem das Damas Pobres (Clarissas). A sua vida foi de grande austeridade, mas rica em obras de caridade e de piedade. Morreu em 1253.
Oração: Ó Deus, que na vossa misericórdia atraístes Santa Clara ao amor da pobreza, concedei, por sua intercessão, que, seguindo o Cristo com um coração de pobre, vos contemplemos um dia em vosso Reino. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amados leitores no dia 14 de agosto, faremos memória de São Maximiliano Maria Kolbe, presbítero e mártir.  Segue link da novena: http://www.miliciadaimaculada.org.br/ver3/default.asp?pag_ID=35

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Eu vos adoro com profundo respeito, meu Jesus, no Santíssimo Sacramento.

Desperdicei muita graça de Deus, pois sempre temia que fosse ilusão, embora Deus me atraísse a Si com tanta força, que muitas vezes, não tinha condições de me opor à Sua graça. Quando me via, de repente, mergulhada n´Ele, mesmo que quisesse inquietar-me não podia, tão grande era a paz que Jesus me concedia. E então ouvi na alma estas palavras: Para que fiques tranquila de que sou Eu o autor e todas estas exigências, te concederei uma paz tão profunda que, ainda que quisesse inquietar-te e ficar assustada, não estaria em teu poder fazê-lo, pois o amor inundará a tua alma até ao esquecimento de si mesma. [Diário de Santa Faustina nº 143]. Jesus eu confio em Vós! 
Eu vos adoro com profundo respeito, meu Jesus, no Santíssimo Sacramento; reconheço-vos por verdadeiro Deus e homem; e tenho a intenção de suprir com este ato de adoração, a frieza de tantos cristãos ao passarem diante de vossas igrejas e, às vezes, mesmo diante de vosso sagrado tabernáculo, em que vos dignais estar a toda hora, desejando, com impaciência amorosa comunicar-vos com vossos fiéis – nem ao menos vós saúdam! E com sua indiferença se mostram como os hebreus no deserto, nauseados deste maná celeste! Eu vos ofereço o preciosíssimo Sangue que derramastes da chaga de vosso pé esquerdo, em reparação de tão insuportável tibieza; e, encerrando-me espiritualmente nesta Sagrada Chaga, peito mil e mil vezes:

 Graças e louvores sejam dados a todo o momento!  
 Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento. 
 Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.  

Graças e louvores se deem a todo o momento ao Santíssimo e Divinissimo Sacramento!
 
SÃO LOURENÇO DIÁCONO E MÁRTIR
Era diácono da Igreja Romana e morreu mártir na perseguição de Valeriano, quatro dias depois do papa Sisto II e Seus companheiros, os quatro diáconos romanos. O seu sepulcro encontra-se junto à Via Tiburtina, no Campo Verano. Constantino Magno erigiu uma basílica naquele lugar. O seu culto já se tinha difundido na Igreja no século IV.
Oração: Ó Deus, o vosso diácono Lourenço, inflamado de amor por vós, brilhou pela fidelidade no vosso serviço e pela glória do martírio; concedei-nos amar o que ele amou e praticar o que ensinou. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amados leitores no dia 14 de agosto, faremos memória de São Maximiliano Maria Kolbe, presbítero e mártir.  Segue link da novena: http://www.miliciadaimaculada.org.br/ver3/default.asp?pag_ID=35