domingo, 31 de janeiro de 2016

Dia do Senhor!

“Durante a Hora Santa, à noite, ouvi estas palavras: Estás vendo a Minha Misericórdia para com os pecadores, que neste momento se manifesta com todo seu poder. Repara como escreveste pouco sobre ela; isso é apenas uma gota. Faz o que estiver ao teu alcance para que os pecadores conheçam a Minha bondade. [Diário 1665]. Jesus eu confio em Vós!
Oração da Misericórdia - ano Jubilar Extraordinário dedicado à Misericórdia
Senhor Jesus Cristo, Vós que nos ensinastes a ser misericordiosos como o Pai celeste, e nos dissestes que quem Vos vê, vê a Ele. Mostrai-nos o Vosso rosto e seremos salvos. O Vosso olhar amoroso libertou Zaqueu e Mateus da escravidão do dinheiro; a adúltera e Madalena de colocar a felicidade apenas numa criatura; fez Pedro chorar depois da traição, e assegurou o Paraíso ao ladrão arrependido. Fazei que cada um de nós considere como dirigida a si mesmo as palavras que dissestes à mulher samaritana: Se tu conhecesses o dom de Deus! Vós sois o rosto visível do Pai invisível, do Deus que manifesta sua omnipotência sobretudo com o perdão e a misericórdia: fazei que a Igreja seja no mundo o rosto visível de Vós, seu Senhor, ressuscitado e na glória. Vós quisestes que os Vossos ministros fossem também eles revestidos de fraqueza para sentirem justa compaixão por aqueles que estão na ignorância e no erro: fazei que todos os que se aproximarem de cada um deles se sintam esperados, amados e perdoados por Deus. Enviai o Vosso Espírito e consagrai-nos a todos com a sua unção para que o Jubileu da Misericórdia seja um ano de graça do Senhor e a Vossa Igreja possa, com renovado entusiasmo, levar aos pobres a alegre mensagem proclamar aos cativos e oprimidos a libertação e aos cegos restaurar a vista. Nós Vo-lo pedimos por intercessão de Maria, Mãe de Misericórdia, a Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo, pelos séculos dos séculos. Amém.
Oração a São João Bosco
Oh! Dom Bosco Santo, que com tão grande amor e zelo cultivastes as múltiplas formas de ação católica que hoje florejem na Igreja, concedei a suas associações o maior progresso e desenvolvimento.
Redobrai em todos os corações a devoção a Santíssima Eucaristia e a Maria Auxiliadora dos cristãos.
Acrescentai neles o amor ao Papa, o zelo pela propagação da fé, um solicito esmero pela educação da juventude e grandes entusiasmos para suscitar novas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias.
Fazei que em cada uma das nações se fomente e inicie a guerra contra a blasfêmia e o mal falar e contra a imprensa ímpia; fazendo surgir em todas partes novos cooperadores para as diversas formas de apostolado recomendadas pelo Vigário de Cristo.
Infundi em todos os corações católicos a chama de vosso zelo, para que, vivendo em caridade difusiva, possam ao fim de suas vidas recolher o fruto das muitas obras boas praticadas durante ela.
Pai-Nosso, Deus te salve e Glória…
São João Bosco, rogai por nós.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Jesus filho de Maria, és bondade e misericórdia!

Neste momento quando peguei a caneta na mão, rezei brevemente ao Espírito Santo e disse: Jesus abençoai esta caneta, para que tudo que me mandais escrever seja para a glória de Deus. Então ouvi a voz: Sim, abençoo, porque nessa escrita está o selo da obediência à superiora e ao confessor e por isso mesmo já Me dás glória, e muitas almas tirarão proveito para si. Minha filha, quero que dediques todos os momentos livres a escrever sobre a Minha bondade e misericórdia; é teu dever e tua missão em toda a tua vida dar a conhecer às almas a grande misericórdia que tenho para com elas, e animá-las à confiança no abismo da minha misericórdia” [Diário 1567]. Jesus eu confio em Vós!
O Sábado Mariano é como aurora: ele antecede e anuncia o aparecimento do Domingo, o dia do Sol Divino, Jesus.
Sagrado Coração de Jesus, tenho grande confiança em Vós!
Doce Coração de Maria, sede a nossa salvação!


Oração Pelas almas do purgatório
"Misericordiosíssimo Jesus, que disseste que quereis misericórdia, eis que estou trazendo à morada do vosso compassivo Coração, as almas do purgatório, almas que vos são mui queridas e que, no entanto devem reparar a vossa justiça; que as torrentes de sangue e a água que brotaram do vosso Coração apaguem as chamas do fogo do purgatório, para que também ali seja glorificado o poder da vossa misericórdia". Amém.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Luz divina.

“A luz divina pode mais num momento do que o meu tormento de vários dias.” [Diário 1250]. Jesus eu confio em Vós
O Catecismo (São Pio X, 977) nos ensina que “quando nos vemos atormentados por alguma tentação, devemos invocar com fé o Santíssimo Nome de Jesus ou de Maria, ou recitar fervorosamente alguma oração jaculatória, como, por exemplo:
Coração Sacratíssimo de Jesus, tende misericórdia de nós.
E que (985) “É muito útil recitar, durante o dia, muitas jaculatórias, e podem recitar-se também com o coração, sem proferir palavras, caminhando, trabalhando etc.”. 

JACULATÓRIAS CONTRA A BLASFÊMIA
Bendito seja Deus. 
Bendito seja seu Santo Nome.
Bendito seja Jesus Cristo verdadeiro Deus e verdadeiro Homem. 
Bendito seja o Nome de Jesus. 
Bendito seja seu Sacratíssimo Coração. 
Bendito seja Jesus no Santíssimo Sacramento do Altar. 
Bendito seja o Espírito Santo Paráclito. 
Bendita seja Maria Santíssima, a excelsa Mãe de Deus. 
Bendita seja sua Santa e Imaculada Conceição.
Bendita seja sua gloriosa Assunção aos Céus. 
Bendito seja o Nome de Maria, Virgem e Mãe.
Bendito seja São José, seu castíssimo Esposo. 
Bendito seja Deus em seus anjos e em seus Santos.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Jesus abismo de misericórdia insondável!

Quando recebi Jesus, joguei-me toda n'Ele como num abismo de misericórdia insondável e, quanto mais eu sentia que sou a própria miséria, tanto mais aumentava a minha confiança n'Ele. [Diário  1817]. Jesus eu confio em Vós!
 
Adoração ao Santíssimo Sacramento composta por São Tomás de Aquino - a pedido do Papa Urbano IV. 1263
Eu vos adoro devotamente, oh! Divindade escondida, que verdadeiramente Se oculta sob estas aparências, a Vós, meu coração submete-se todo inteiro, porque, vos contemplando, tudo desfalece.

A vista, o tato, o gosto falham com relação a Vós mas, somente em vos ouvir em tudo creio. Creio em tudo aquilo que disse o Filho de Deus, nada mais verdadeiro que esta Palavra de Verdade.
Na Cruz, estava oculta somente a vossa Divindade, mas aqui, oculta-se também a vossa Humanidade.

Eu, contudo, crendo e professando ambas, peço aquilo que pediu o ladrão arrependido.

Não vejo, como Tomé, as vossas chagas, entretanto, vos confesso meu Senhor e meu Deus.
Faça que eu sempre creia mais em Vós, em vós esperar e vos amar.
Oh! memorial da morte do Senhor, Pão vivo que dá vida aos homens, faça que minha alma viva de Vós, e que à ela seja sempre doce este saber.


Senhor Jesus, bondoso pelicano, lava-me, eu que sou imundo, em teu sangue, pois que uma única gota faz salvar todo o mundo e apagar todo pecado.
Oh! Jesus, que velado agora vejo, peço que se realize aquilo que tanto desejo: Que eu veja claramente vossa face revelada; que eu seja feliz contemplando a vossa glória. Amém.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Santa Ângela de Mérici, rogai por nós!

Jesus: _ Hoje,traze-me as almas mansas e humildes, assim como as almas das criancinhas e mergulha-as na Minha misericórdia. Essas almas são as mais semelhantes ao Meu Coração. Elas Me confortaram na Paixão da Minha agonia. Eu as vi quais anjos terrestres que futuramente iriam velar junto aos meus altares. Sobre elas derramo torrentes de graças. Só a alma humilde é capaz de aceitar a Minha graça. Às almas humildes favoreço com a Minha confiança. [ Diário 1220 ]. Jesus eu Confio em Vós!

Vida de Santa Angela Merici

… É a história de uma Santa. Uma Santa … que deveria agradar, especialmente às moças e as senhoras do séc. XX e XXI. Plantou uma sementinha na Igreja do seu tempo; E esta semente transformou-se numa grande árvore de ramos numerosos.

As filhas de Sta. Ângela estão espalhadas no mundo inteiro: Ursulinas seculares, Ursulinas religiosas, todas unidas, fraternalmente no amor da mesma Mãe, Ângela Merici.

Ângela nasce por volta de 1474, em Desenzano, Itália. Cresceu na liberdade dos campos, trabalhando, brincando ou… nas tarefas cotidianas com seus três irmãos e uma irmã.

Após a perda da irmã mais velha e pouco tempo depois da morte inesperada dos pais, Ângela vai viver em Saló com seu tio.

Ângela faz-se terceira franciscana para seguir Jesus mais de perto.

Volta para Desenzano e retoma a vida de sempre. Uma vez teve uma visão – uma escada entre Céu e Terra: Intenção Profética da Companhia de Virgens que ela deveria, um dia instituir na Igreja.

Ângela … se preparou através de uma profunda vida de piedade e de um apostolado constante, congregando todos os que dela se acercavam num trabalho de cristianização da sociedade…
Ângela, movida pelo Espírito Santo e confiante na capacidade da mulher, institui outro estado de vida. Ela aponta um terceiro caminho: o das mulheres vivendo no mundo como consagradas à Deus…

A fundação da companhia de Sta. Úrsula realiza-se no dia 25 de Novembro de 1535.

Ângela morre no dia 27 de Janeiro de 1540 em Bréscia.
Fonte:http://www.ursulinas.org.br/subpage/santa_angela.htm
Oração a Santa Ângela de Mérici
Prece da confiança em Deus
Deus, nosso Pai, abri o nosso entendimento para compreendermos que a vida é sempre um acreditar mais uma vez; um ato de fé que fazemos a cada passo, a cada instante, a cada dia, até o último momento de nossa vida. Santa Ângela a vós confiou toda a sua existência, os momentos tristes e felizes, os bons resultados e os fracassos, seus sonhos e pesadelos. De vós recebeu amparo, socorro, proteção até o fim. Quando tudo nos parecer adverso, quando o mundo nos parecer mau e perverso, ajudai-nos, ó Deus de Amor e de Ternura, a continuar acreditando, a ter forças para dar mais um passo. Que saibamos o significado do que é viver plenamente a vida que nos destes: Amar-nos uns aos outros como Jesus nos amou.Amém.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Louvores a Misericórdia de Deus.

Foi no Coração de Jesus que aprendi que, para as almas escolhidas, no próprio Céu existe um outro Céu, onde nem todos tem acesso, mas apenas as almas escolhidas. Felicidade inconcebível em que a alma estará submersa. Oh! Meu Deus, não sou capaz de descrevê-lo, ainda que na mínima parte. As almas penetradas pela Sua divindade, passam de claridade em claridade, uma luz imutável mas nunca monótona, sempre nova e sempre sem mudança. Ó Santíssima Trindade, daí-Vos a conhecer às almas. [Diário de Santa faustina, 592]. Jesus eu confio em Vós!
LOUVORES À MISERICÓRDIA DE DEUS
O amor de Deus é a flor – e a misericórdia o fruto.
Que a alma que desconfia leia estes louvores da misericórdia e torne-se confiante.
Misericórdia Divina, que brota do seio do Pai, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, atributo máximo de Deus, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, mistério inefável, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, fonte que brota do mistério da Santíssima Trindade, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que nenhuma mente, nem humana nem angélica pode perscrutar, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, da qual provém toda a vida e felicidade, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, mais sublime do que os Céus, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, fonte de milagres e prodígios, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que envolve o universo todo, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que desce ao mundo na Pessoa do Verbo Encarnado, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que brotou da chaga aberta do Coração de Jesus, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, encerrada no Coração de Jesus para nós e sobretudo para os pecadores, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, imperscrutável na instituição da Eucaristia, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, na instituição da Santa Igreja, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, no sacramento do Santo Batismo, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, na nossa justificação por Jesus Cristo, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que nos acompanha por toda a vida, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que nos envolve de modo particular na hora da morte, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que nos concede a vida imortal, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que nos acompanha em todos os momentos da vida, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que nos defende do fogo do Inferno, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, na conversão dos pecadores endurecidos, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, enlevo para os anjos, inefável para os Santos, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, insondável em todos os mistérios divinos, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que nos eleva de toda miséria, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, fonte de nossa felicidade e alegria, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que do nada nos chama para a existência, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que abrange todas as obras das Suas mãos, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que coroa tudo que existe e que existirá, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, na qual todos somos imersos, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, doce consolo para os corações atormentados, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, única esperança dos desesperados, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, repouso dos corações, paz em meio ao terror, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, delícia e êxtase dos Santos, eu confio em Vós.
Misericórdia Divina, que desperta a confiança onde não há esperança, eu confio em Vós.
Ò Deus eterno, em quem a misericórdia é insondável e o tesouro da compaixão é inesgotável, olhai propício para nós e multiplicai em nós a Vossa misericórdia, para que não desesperemos nos momentos difíceis, nem esmoreçamos, mas nos submetamos com
grande confiança à Vossa santa vontade, que é Amor e a própria Misericórdia. Amém.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Senhor, que queres que eu faça?

Repitam em voz alta: De hoje em diante não há em mim vontade própria. [Diário de Santa Faustina n° 374]. Jesus eu confio em Vos!
Novena "Almas Aflitas"
Segunda-feira, dia dedicado as Almas do Purgatório.
"Pai Eterno, eu vos ofereço o sangue de nosso Senhor Jesus Cristo, intercedei pelas almas aflitas.
E vós, almas aflitas, ide perante a Deus e pedi a graça que necessito (fazer o pedido)". Rezar: Pai Nosso, Ave Maria e o Glória.
Conversão de São Paulo, o apóstolo dos gentios

O apóstolo dos gentios e das nações nasceu em Tarso. Da tribo de Benjamim, era judeu de nação. Tarso era mais do que uma colônia de Roma, era um município. Logo, ele recebeu também o título de cidadão romano. O seu pai pertencia à seita dos fariseus. Foi neste ambiente, em meio a tantos títulos e adversidades, que ele foi crescendo e buscando a Palavra de Deus.
Combatente dos vícios, foi um homem fiel a Deus. Paulo de Tarso foi estudar na escola de Gamaliel, em Jerusalém, para aprofundar-se no conhecimento da lei, buscando colocá-la em prática. Nessa época, conheceu o Cristianismo, que era tido como um seita na época. Tornou-se, então, um grande inimigo dessa religião e dos seguidores desta. Tanto que a Palavra de Deus testemunha que, na morte de Santo Estevão, primeiro mártir da Igreja, ele fez questão de segurar as capas daqueles que o [Santo Estevão] apedrejam, como uma atitude de aprovação. Autorizado, buscava identificar cristãos, prendê-los, enfim, acabar com o Cristianismo. O intrigante é que ele pensava estar agradando a Deus. Ele fazia seu trabalho por zelo, mas de maneira violenta, sem discernimento. Era um fariseu que buscava a verdade, mas fechado à Verdade Encarnada. Mas Nosso Senhor veio para salvar todos.
Encontramos, no capítulo 9 dos Atos dos Apóstolos, o testemunho: “Enquanto isso, Saulo só respirava ameaças e morte contra os discípulos do Senhor. Apresentou-se ao príncipe dos sacerdotes e pediu-lhes cartas para as sinagogas de Damasco, com o fim de levar presos, a Jerusalém, todos os homens e mulheres que seguissem essa doutrina. Durante a viagem, estando já em Damasco, subitamente o cercou uma luz resplandecente vinda do céu. Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’. Saulo então diz: ‘Quem és, Senhor?’. Respondeu Ele: ‘Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro te é recalcitrar contra o aguilhão’. Trêmulo e atônito, disse Saulo: ‘Senhor, que queres que eu faça?’ respondeu-lhe o Senhor: ‘Levanta-te, entra na cidade, aí te será dito o que deves fazer'”.
O interessante é que o batismo de Saulo é apresentado por Ananias, um cristão comum, mas dócil ao Espírito Santo.
Hoje estamos comemorando o testemunho de conversão de São Paulo. Sua primeira pregação foi feita em Damasco. Muitos não acreditaram em sua mudança, mas ele perseverou e se abriu à vontade de Deus, por isso se tornou um grande apóstolo da Igreja, modelo de todos os cristãos. São Paulo de Tarso, rogai por nós!

domingo, 24 de janeiro de 2016

Misericórdia Divina, derramai-Vos sobre o mundo.

Já não consegui dormir mais; a minha mente estava cansada com tudo o que vira, e comecei a refletir sobre tudo aquilo. Ó almas humanas, quão tarde reconhecereis a verdade. Ó abismo da Misericórdia Divina, derramai-Vos quanto antes sobre o mundo inteiro, de acordo com o que Vós mesmo dissestes. [Diário de Santa Faustina 428]. Jesus eu confio em Vós!
Oração da Misericórdia - ano Jubilar Extraordinário dedicado à Misericórdia
Senhor Jesus Cristo, Vós que nos ensinastes a ser misericordiosos como o Pai celeste, e nos dissestes que quem Vos vê, vê a Ele. Mostrai-nos o Vosso rosto e seremos salvos. O Vosso olhar amoroso libertou Zaqueu e Mateus da escravidão do dinheiro; a adúltera e Madalena de colocar a felicidade apenas numa criatura; fez Pedro chorar depois da traição, e assegurou o Paraíso ao ladrão arrependido. Fazei que cada um de nós considere como dirigida a si mesmo as palavras que dissestes à mulher samaritana: Se tu conhecesses o dom de Deus! Vós sois o rosto visível do Pai invisível, do Deus que manifesta sua omnipotência sobretudo com o perdão e a misericórdia: fazei que a Igreja seja no mundo o rosto visível de Vós, seu Senhor, ressuscitado e na glória. Vós quisestes que os Vossos ministros fossem também eles revestidos de fraqueza para sentirem justa compaixão por aqueles que estão na ignorância e no erro: fazei que todos os que se aproximarem de cada um deles se sintam esperados, amados e perdoados por Deus. Enviai o Vosso Espírito e consagrai-nos a todos com a sua unção para que o Jubileu da Misericórdia seja um ano de graça do Senhor e a Vossa Igreja possa, com renovado entusiasmo, levar aos pobres a alegre mensagem proclamar aos cativos e oprimidos a libertação e aos cegos restaurar a vista. Nós Vo-lo pedimos por intercessão de Maria, Mãe de Misericórdia, a Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo, pelos séculos dos séculos. Amém.
São Francisco de Sales - Meditação sobre a morte
Preparação
1. Coloca-te na presença de Deus
2. Pede-lhe a sua graça
3. Imagina-te doente e moribundo, no leito de morte, sem esperança nenhuma de escapar

Considerações
1. Considera a incerteza do dia de tua morte. Ah, minha alma! Sairás um dia deste corpo. Quando? No inverno ou no verão? Na cidade ou no campo? De dia ou de noite? De modo imprevisto ou avisado? Por doença ou acidente? Terás tempo de te confessar ou não? Terás a assistência do teu confessor e pai espiritual ou não? De tudo isso absolutamente nada sabemos. A única coisa certa é que morreremos, e sempre mais cedo do que julgávamos.

2. Considera que então o mundo acabará no que te diz respeito. Ele não existirá mais para ti, ele virará de cabeça para baixo à tua frente. Sim, pois então os prazeres, as vaidades, as alegrias mundanas, os afetos vãos parecerão como nuvens e fantasmas. Ah, miserável, por que ninharias ofendi ao meu Deus? Verás que abandonamos Deus pelo nada. Ao contrário, a devoção, as boas obras te parecerão tão desejáveis e doces! E por que não segui este belo e gracioso caminho? Então os pecados que pareciam pequenos parecerão grandes como montanhas e a tua devoção, bem pequena.

3. Considera o longo e langoroso adeus que a tua alma dirá a este baixo mundo. Dirá adeus às riquezas, às vaidades, às vãs companhias, aos prazeres, aos passatempos, aos amigos, aos vizinhos, aos pais, aos filhos, ao marido, à esposa, em suma, a toda criatura e por fim a seu corpo, que ela abandonará pálido, magro, acabado, medonho e infecto.

4. Considera os trabalhos que terão para erguer o teu corpo e enterrá-lo; e que, feito isso, o mundo quase não pensará mais em ti, como tu quase não pensaste nos outros.Que Deus o tenha, dirão, e acabou-se. Ó morte, como és desdenhada! Como és implacável!

5. Considera que ao sair do corpo, a alma segue ou para a direita ou para a esquerda. Aonde irá a tua? Que caminho tomará? O mesmo que ela começou a trilhar neste mundo.

Afeições
1. Reza a Deus e te lança entre os seus braços. Ai, Senhor, recebei-me em vossa proteção neste dia apavorante! Tornai-me feliz e favorável esta hora, e que todas as outras me sejam tristes e aflitivas.

2. Despreza o mundo. Como não sei a hora a hora em que terei de deixar-te, ó mundo, não quero apegar-me a ti. Ó meus caros amigos, minhas caras alianças, permitia que não me afeiçoe a vós mais do que por uma amizade santa, que possa durar eternamente; pois por que me unir a vós para depois deixar e romper tal laço?

Resoluções
Quero preparar-me para esta hora e tomar os cuidados necessários para fazer felizmente esta passagem. Quero examinar com toda atenção o estado da minha consciência e pôr ordem nestas e naquelas faltas.

Conclusão
Agradece a Deus por estas resoluções que Ele vos deu; oferece-as à Sua Majestade. Roga-lhe mais uma vez que Ela torne feliz a tua morte pelo mérito de seu Filho. Implora a ajuda da Santa Virgem e dos santos. Pai nosso, Ave Maria.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Tudo por Jesus nada sem Maria!

 
Santa Faustina: _ Meu Jesus, vejo que também tão grandes graças podem constituir sofrimento e, de fato, assim é; não somente pode, mas até deve haver sofrimentos por essa razão, para provar a ação divina. Compreendo bem que, se o próprio Deus não fortalecesse a alma nessas diversas provações, a alma não daria conta por si só, e portanto o seu escudo é o próprio Deus. Quando durante as vésperas, continuei a refletir sobre essa espécie de mistura de sofrimento e de graça, ouvi a vós da Mãe Santíssima: Sabe, Minha filha, que embora Eu tenha sido elevada à dignidade da Mãe de Deus, sete espadas de dor transpassaram o Meu Coração. Nada faças para te defender, suporta tudo com humildade, e o próprio Deus te defenderá. [ Diário 786 ].Tudo por Jesus nada sem Maria! 
ORAÇÃO A SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA PELAS ALMAS
Santíssima Virgem Maria, que olhais por todos nós que somos seus filhos, hoje vos peço pelas almas benditas que precisam de vosso auxílio para se purificarem totalmente e poderem desfrutar das maravilhas do céu.
Intercedei por todas e cada uma delas e que minha prece suplicante possa antecipar para elas o encontro glorioso com vosso Filho Jesus.
Para o alivio das almas e pelos merecimentos da vossa divina maternidade, encerro este dia da novena saudando-vos como fez São Gabriel na anunciação: Ave Maria..... 

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

São Vicente Pallotti, rogai por nós!

Recebi certa graça que me leva a uma grande intimidade e união com o Senhor. Ele me faz conhecê-la por uma luz interior. Ele me dá a conhecer Sua grandeza e santidade e quão bondosamente se rebaixa a mim. Revela-me o Seu amor exclusivo por mim e como Ele é o Senhor absoluto de tudo, e ainda como se comunica à alma, suspendendo todas as leis da natureza. Ele age como quer. [ Diário 1019 ]. Jesus eu confio em Vós!
Dez Dicas  de São Vicente Pallotti no no Caminho de Santidade Espiritual
1. Dedicar um tempo de oração pessoal todos os dias

Temos que falar com Jesus para descobrirmos a sua santíssima vontade. Na oração, conhecemos melhor a Deus e a nós mesmos. Devemos ser generosos com Deus e dedicar 30 ou 15 minutos de diálogo, contemplação ou meditação. A oração bem feita ajuda-nos a começarmos o dia alegres e dispostos a reavivar a fé e o amor.
2.Escolher uma intenção para cada dia

Oferecer nossas orações, nossos esforços e nossos trabalhos do dia. Podem ser intenções particulares como uma pessoa doente, pela conversão dos pecadores ou pela santificação dos sacerdotes e seminaristas, etc. Quando nos concentramos numa intenção concreta, se torna mais fácil rezar.
3. Rezar o Rosário ou o Terço todos os dias

Ao rezarmos o terço ou o rosário todos os dias, confiamos mais diretamente na presença e no auxilio de nossa Senhora em nossas vidas, em nossas decisões e em nossos problemas e desafios de cada dia. Assim no rosário meditamos os principais mistérios de nossa fé. Os frutos de nossas orações: alegria espiritual, paz, iluminação de nossa mente, dependem do modo como rezamos. Devemos rezar bem.
4.Ler a bíblia todos os dias (Lectio Divina)

A Palavra de Deus deve ser o alimento Principal de nossa vida de oração. É a luz da Palavra de Deus que nos guia pela estrada da felicidade verdadeira. Se não tomarmos cuidado corremos o risco de sabermos mais de futebol, de novela, de internet do que de Jesus Cristo o Filho de Deus.

5. Conhecer os mandamentos e as promessas que Deus fez ao seu povo
Isso é o mínimo para um discípulo de Cristo. Seria uma vergonha dizermos que somos cristãos e não sabermos nem mesmo os dez mandamentos. Quem conhece e medita os mandamentos e as promessas do Senhor evita as decisões que conduzem ao pecado que é o grande inimigo de nossa salvação. È de grande proveito e de grande paz interior saber discernir bem entre o que agrada e o que ofende a Deus.

6. A confissão mensal
Ajuda-nos a manter pura e limpa nossa alma e a não relaxar no nosso combate contra o pecado. Ajuda-nos a vencer nossos vícios mais enraizados e a formar melhor nossa consciência. Se percebêssemos o grandioso valor da confissão, na qual são perdoados nossos pecados, seriamos mais fortes na fé e mais penitentes.

7.Fazer mortificações
É necessário porque nos ajuda a dominarmos nossos instintos humanos que tantas vezes nos arrastam para o pecado. Todos, sabemos que “a carne é fraca” por isso é preciso observar as ocasiões que temos durante o dia para fazer alguma renúncia. Todo sacrifício que suportamos durante o dia deve estar unido ao sacrifício de Cristo na Cruz pois assim se transforma em salvação para muitas almas. O jejum é um meio simples e eficaz de por em prática este espírito de penitencia e renúncia por um bem maior.

8. A caridade para com o nosso próximo
O que nos torna mais semelhantes a Jesus é o amor que temos a Deus e aos nossos irmãos. “A caridade de Cristo nos impele”. Devemos estar atentos para ajudar os que nos rodeiam, sejam nas suas necessidades materiais ou nas suas necessidades espirituais com uma presença amiga, orante e solidária. Se não pusermos em prática o novo mandamento do amor não seremos verdadeiros discípulos de Cristo. “Se vocês tiverem amor uns para com os outros, todos reconhecerão que vocês são meus discípulos.” (Jo 13, 35)

9. Fazer pequenos atos de humildade
Todos temos em nós a tendência para o orgulho, a tendência de enxergarmo-nos melhores que os outros e cheios de direitos e razões diante dos que nos rodeiam. A humildade é uma virtude, pois sempre que nos humilhamos em ações concretas conhecemos o nada que somos e o muito que é Deus. “Eu sou nada e pecado” (são Vicente Pallotti). Não podemos esquecer o exemplo que Jesus deixou quando lavou os pés dos discípulos. Ele nos ensinou a repetir sempre esse gesto de humildade que expressa o nosso serviço aos irmãos. “O Filho do Homem veio para servir e não para ser servido” (Mt 20,28).

10. Exame de consciência diário

Através do exame de consciência diário vamos nos conhecendo melhor. Quais os nossos vícios, nossos defeitos, em quais atitudes durante o dia faltei com amor, com o respeito, com a humildade? É importante terminar o exame de consciência com um pequeno ato de contrição pedindo a Deus o seu perdão e sua misericórdia pelas faltas que cometemos ao longo do dia.
Ato de Contrição

Meu Pai, pequei contra Vós. Já não sou digno de ser chamado Vosso filho. Tende Piedade de Mim, sou pecador. Quero fazer todo o esforço de não pecar mais. Amém.
Oração de S.Vicente Pallotti

Meu Deus, amor infinito de minha alma, alimento e sustento eterno, infinito, imenso, incompreensível da minha pobre alma, tu vês quando sou fraco, deformado, chagado, porque não me alimentei de ti, como podia e devia. Ao Contrário, andei alimentando a minha alma de pensamentos, desejos e afetos, todos terrenos, brutais, de morte e de morte eterna e abandonei com horrível ingratidão, a ti, que és o alimento da vida eterna. Concede-me a graça de uma perfeita contrição da minha ingratidão e de todos os meus pecados e a graça de levar uma vida toda desapegada dos prazeres terrenos e toda entregue à prática da santa oração e meditação e fazer a tua santíssima vontade em todos os meus deveres, a fim de manter a minha alma sempre preparada, disposta e apegada a Ti Pai, Filho e Espírito Santo e a todos os teus infinitos atributos e ser eu transformado em Ti de modo que chegue a ser semelhante a ti na glória. Amém. (SV. Pallotti).
Fonte:http://confrariadesaojoaobatista.blogspot.com.br/

Jesus, fonte de misericórdia!

Ó Jesus, misericórdia! Envolvei o mundo todo e estreitai-me ao Vosso Coração...Permiti, Senhor, que minha alma descanse no mar da Vossa inescrutável misericórdia. [Diário 869 ]. Jesus eu confio em Vós!
AÇÃO DE GRAÇAS APÓS A COMUNHÃO.
Uma dessas orações tem sua origem no século XIV: “Alma de Cristo”. Esta oração recorda a Paixão de Jesus e é frequentemente pronunciada pelas pessoas após receberem a Sagrada Comunhão.
Houve épocas em que ela era tão conhecida, que autores como Santo Inácio de Loyola nem sequer se preocuparam em reproduzi-la, supondo que todos a sabiam de memória.
Origem da oração
O autor de “Alma de Cristo” é desconhecido, mas muitos a atribuem ao Papa João XXII. Popularmente, assumiu-se que ela havia sido escrita por Santo Inácio de Loyola, dado que aparece em seu famoso livro “Exercícios Espirituais”.
De qualquer maneira, as primeiras versões impressas da oração podem ser encontradas em livros publicados mais de 100 anos antes do nascimento de Santo Inácio.
Uma redação similar pode ser encontrada em uma inscrição na entrada do “Alcázar de Sevilla”, um palácio real da Espanha, datada entre 1350-1369.
É fácil entender por que Santo Inácio amava a “Alma de Cristo”. Esta oração tem imagens vivas que permitem a quem ora meditar na Paixão de Jesus e sua relação com o Senhor, enquanto referir-se ao Corpo de Sangue de Cristo a converte em uma oração ideal para depois de receber a Comunhão.
O nome “Anima Christi”, como é conhecida em muitos lugares, é em latim a primeira frase da oração “Alma de Cristo”.
Rezemos:
Alma de Cristo, santificai-me.
Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me.
Água do lado de Cristo, lavai-me
Paixão de Cristo, confortai-me.
Oh! bom Jesus, ouvi-me.
Dentro dos vossas chagas, escondei-me
Não permitais, que eu me separe de vós.
Do espírito maligno, defendei-me.
No hora da minha morte, chamai-me.
E mandai-me ir, para Vós.
Para que com os vossos santos, vos louve.
Por todos os séculos dos séculos. Amém.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

8º dia da novena em honra a São José e 2º do tríduo.

Ó Senhor, que penetrais todo o meu ser e os mais profundos recônditos da minha alma, Vós vedes que desejo apenas a Vós e unicamente o cumprimento da Vossa santa vontade, não levando em conta qualquer dificuldade, ou sofrimento, ou humilhação e respeito humano. [Diário de Santa Faustina n° 1360]. Jesus eu confio em Vós! 
Oração preparatória para todos os dias:
Deus e Senhor meu, Uno e Trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena. Adoro-Vos com todo o meu coração, porque sois infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas. Adoro-Vos com toda a intensidade de que sou capaz, e arrependo-me dos muitos pecados que fiz contra Vossa Divina Majestade. Quero, nesta novena, aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca São José, e alcançar, por sua intercessão, as graças de que tanto preciso. Senhor, quem sou eu para atrever-me a comparecer diante de Vossa presença? Conheço a deficiência de meus méritos e a multidão de meus pecados, pelos quais não mereço ser ouvido em minhas orações; mas, o que não mereço merece-o o pai nutrício de Jesus; o que não posso ele pode. Venho, portanto, com toda a confiança, implorar a divina clemência, não fiado em minha fraqueza, mas no poder e valimento de São José.  Amém!
Oitavo dia
Confraternizo-me convosco, terníssimo José, por causa das privações a que vistes sujeita vossa amada família, na terra de peregrinação, e pelo mesmo desterro tão meritório, sobretudo, para a Mãe do Filho de Deus.
Uno minhas lágrimas às que derramastes, em vosso coração, pela dureza do exílio, e por tudo que faltou a vós, a Maria e a Jesus, no Egito. Vossa família, que é a família de Deus, tão paciente, e eu me queixo de qualquer pequena e insignificante mortificação, ainda que necessária!
Ó meu querido José, pela alegria imensa que inundou vosso coração, quando Jesus, pela primeira vez, vos deu o doce nome de pai, e ela sujeição com que, pela primeira vez, vos prestou a homenagem de sua obediência, suplico-vos que me ensineis a obedecer aos meus superiores e a sofrer, com paciência e resignação, as provas que a divina Providência se dignar enviar-me, para purificar-me de meus pecados, ou para aumentar meus méritos.
Alcançai-me também, pela alegria com que voltastes do exílio para morar em Nazaré, a graça com que tanta humildade vos peço nesta novena, se não for em prejuízo de minha salvação. Amém.
Oração final para todos os dias:
 Lembrai-vos, ó puríssimo Esposo da Virgem Maria, ó meu doce Protetor São José, que jamais se ouviu dizer que alguém tivesse invocado vossa proteção, implorando vosso socorro e não fosse por vós consolado.
 Com grande confiança, venho, à vossa presença, recomendar-me fervorosamente a vós. Não desprezeis a minha súplica, ó pai adotivo do redentor, mas dignai-vos acolhê-la piedosamente. Assim seja.
 ANT. – José, filho de Davi, não temas receber Maria, vossa Esposa Santíssima, em vossa companhia, porque o que ela leva em suas puríssimas entranhas é por obra do Espírito Santo.
 V. Rogai por nós, José santíssimo.
 R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
 Oremos: Ó Jesus, que por uma inefável providência, vos dignastes escolher o bem-aventurado esposo de vossa Mãe Santíssima; concedei-nos que aquele mesmo que veneramos como protetor, mereçamos tê-lo no Céu por nosso intercessor. Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos. Amém.

De joelhos diante dum crucifixo 
OFERECIMENTO
Altíssimo Senhor, eu Vos ofereço estas orações em união com os merecimentos do Vosso Unigénito Filho e Senhor meu, Jesus Cristo, a quem peço que as receba em desconto e satisfação de minhas culpas e pecados. As indulgencias que S. Gregório e outros Pontífices têm concedido a quem rezar estas orações diante da Imagem de Jesus Crucificado, é minha intenção e vontade aplica-las pelas almas do Purgatório, segundo a ordem que for mais do Vosso Divino agrado. Amem.

I SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, eu Vos adoro suspenso nessa Cruz, suportando a Coroa de espinhos em Vossa Sacrossanta Cabeça: - rogo-Vos que essa nobilíssima Cruz seja o escudo que me livre dos ministros da vossa justiça. Amém. P.N. e A.M.

II SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, eu Vos adoro nessa Cruz, ferido e coberto de chagas, onde Vos deram a beber fel e vinagre: rogo-Vos que essas preciosas Chagas sejam o remédio e a saúde da minha alma. Amém.
P.N. e A.M.

III SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, pela grande amargura que por mim, miserável pecador, sofrestes na Cruz, principalmente naquela hora em que vossa Alma nobilíssima deixou o vosso Bendito Corpo: - rogo-Vos que tenhais misericórdia de minha alma, quando sair deste cárcere mortal e a leveis á Vida Eterna. Amém.
P.N. e A.M.

IV SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, eu Vos adoro colocado no sepulcro, ungido com mirra e bálsamos aromáticos: - rogo-Vos que Vossa preciosa morte seja minha ditosa vida. Amém. P.N. e A.M.

V SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, eu Vos adoro descendo ao Limbo, para livrar as almas que nele esperavam a vossa tão desejada vinda: - rogo-Vos, que minha alma não entre naquelas dolorosíssimas prisões e escuros cárceres. Amém. P.N. e A.M.

VI SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, eu Vos adoro ressuscitando de entre os mortos, subindo gloriosamente ao Céu e assentado á mão direita de vosso Eterno Pai:- rogo-Vos que me façais merecedor de Vos acompanhar até essa Glória e ficar gozando da vossa Visão Beatífica. Amém. P.N. e A.M.

VII SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, Pastor benigno, conservai os justos na graça, convertei os pecadores, compadecei-Vos de todos os fieis e favorecei com o vosso santo amor este miserável pecador. Amém.
P.N. e A.M.

VIII SAUDAÇÃO
Senhor meu, Jesus Cristo, eu Vos adoro vindo ao Juízo final, Chamando todos os justos ao Céu e condenando os Pecadores ao Inferno: - rogo-Vos que vossa dolorosa Paixão Nos livre daquelas penas e nos leve á Vida Eterna. Amém. P.N. e A.M.

IX SAUDAÇÃO
O amantíssimo Pai, eu Vos ofereço a inocente morte de vosso Amado Filho e o amor do seu Divino Coração, por todas as Culpas e penas que eu, miserável pecador e o mais depravado De todos, pelas minhas iniquidades tenho merecido. Rogo-Vos também por todos os meus parentes e amigos, vivos e falecidos: tende misericórdia de todos nós. Amém.P.N. e A.M.

Petição final: Senhor meu, Jesus Cristo, que admiravelmente revelastes o mistério da vossa Santíssima Paixão ao vosso Bem-aventurado servo S. Gregório, peço-Vos que a este miserável pecador concedais a graça de alcançar plenamente aquela remissão de pecados que o mesmo vosso Venerável Pontífice com abundante autoridade Apostólica, liberalmente concedeu a todos os que verdadeiramente se arrependessem e meditassem na vossa Paixão. Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos. Amém.


(Retirado do livro: Devocionário do Cristão, + ou - 1940).