sábado, 31 de dezembro de 2016

OITAVA DE NATAL - Nada temas, estás no Meu Coração.

Minha Filha, que o teu coração se encha de alegria. 
Eu, o Senhor, estou contigo. Nada temas, estás no Meu Coração." [Diário de Santa Faustina 1133]. Jesus eu confio em Vós!
Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade, Teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro. Ao acabar mais um ano, quero te dizer obrigado por tudo aquilo que recebi de ti. Obrigado pela vida e pelo amor, pelas flores, pelo ar e pelo sol, pela alegria e pela dor, pelo que foi possível e pelo o que não foi.Ofereço-Te tudo o que fiz neste ano, o trabalho que pude realizar, as coisas que passaram pelas minhas mãos e o que com elas pude construir. Apresento-Te as pessoas que ao longo destes meses amei, as amizades novas e os antigos amores. Os que estão perto de mim e aqueles que pude ajudar, os com quem compartilhei a vida, o trabalho, a dor e a alegria. Mas também Senhor, hoje eu quero Te pedir perdão. Perdão pelo tempo perdido, pelo dinheiro mal gasto, pela palavra inútil e o amor desperdiçado. Perdão pelas obras vazias e pelo trabalho mal feito, perdão por viver sem entusiasmo.Também pela oração que aos poucos fui adiando e que agora venho apresentar-Te por todos os meus olvidos, descuidos e silêncios novamente Te peço perdão. Amanhã começaremos um ano novo. Paro a minha vida diante do novo calendário que ainda não se iniciou e Te apresento estes dias que somente Tu sabes se chegarei a vivê-los. Hoje Te peço por mim, meus parentes e amigos, a paz e a alegria, a fortaleza e a prudência, a lucidez e a sabedoria. Quero viver cada dia com otimismo e bondade, levando a toda parte um coração cheio de compreensão e paz. Fecha meus ouvidos a toda falsidade e meus lábios às palavras mentirosas, egoístas ou que magoem. Abre sim, o meu ser a tudo o que é bom. Que o meu espírito seja repleto de bênçãos para que eu as derrame por onde passar. Enche-me também de bondade e alegria, para que todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho, possam descobrir em mim um pouquinho de Ti. Senhor, a todos em especial aos leitores do blog, enche-os de sabedoria, paz e amor e cuide dos nossos corações.
Dá-nos um ano feliz e ensina-nos a repartir a felicidade.


TE DEUM
A Vós, ó Deus, louvamos e por Senhor nosso Vos confessamos. 
A Vós, ó Eterno Pai, reverencia e adora toda a Terra. 
A Vós, todos os Anjos, a Vós, os Céus e todas as Potestades; 
A Vós, os Querubins e Serafins com incessantes vozes proclamam: 
Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus dos Exércitos! 
Os Céus e a Terra estão cheios da vossa glória e majestade. 

A Vós, o glorioso coro dos Apóstolos, 
A Vós, a respeitável assembléia dos Profetas, 
A Vós, o brilhante exército dos mártires engrandece com louvores! 
A Vós, Eterno Pai, Deus de imensa majestade, 

Ao Vosso verdadeiro e único Filho, digno objeto das nossas adorações, 
Do mesmo modo ao Espírito Santo, nosso consolador e advogado. 

Vós sois o Rei da Glória, ó meu Senhor Jesus Cristo! 
Vós sois Filho sempiterno do vosso Pai Onipotente! 
Vós, para vos unirdes ao homem e o resgatardes 
não Vos dignastes de entrar no casto seio duma Virgem! 

Vós, vencedor do estímulo da morte, 
abristes aos fiéis o Reino dos Céus, 
Vós estais sentado à direita de Deus, 
no glorioso trono do vosso Pai! 

Nós cremos e confessamos firmemente 
que de lá haveis de vir a julgar no fim do mundo. 

A Vós portanto rogamos que socorrais os vossos servos 
a quem remistes como vosso preciosíssimo Sangue. 
Fazei que sejamos contados na eterna glória, 
entre o número dos vossos Santos. 

Salvai, Senhor, o vosso povo e abençoai a vossa herança, 
E regei-os e exaltai-os eternamente para maior glória vossa. 
Todos os dias Vos bendizemos 
E esperamos glorificar o vosso nome agora e por todos os séculos. 
Dignai-Vos, Senhor, conservar-nos neste dia e sempre sem pecado. 
Tende compaixão de nós, Senhor, 
compadecei-Vos de nós, miseráveis. 
Derramai sobre nós, Senhor, a vossa misericórdia, 
pois em Vós colocamos toda a nossa esperança. 

Em Vós, Senhor, esperei, não serei confundido.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

OITAVA DE NATAL - Sagrada Famlia de Nazareth, rogai por nós.

"Minha filha, três virtudes devem adornar-te especialmente: humildade, pureza de intenção [e] amor. Não faças nada mais a não ser o que Eu estou exigindo de ti e aceita tudo o que te oferecer a Minha mão. Procura viver em recolhimento, para que ouças a Minha voz, que é tão silenciosa que apenas as almas recolhidas podem ouvir..." [Diário de Santa Faustina 1779]. Sagrada Família, abençoai-nos!
São João Paulo II, na Carta dirigida à família, por ocasião do Ano Internacional da Família, 1994, escreve:
A Sagrada Família é a primeira de tantas outras famílias santas. O Concílio recordou que a santidade é a vocação universal dos batizados (LG 40). Como no passado, também na nossa época não faltam testemunhas do “evangelho da família”, mesmo que não sejam conhecidas nem proclamadas santas pela Igreja…

A Sagrada Família, imagem modelo de toda a família humana, ajude cada um a caminhar no espírito de Nazaré; ajude cada núcleo familiar a aprofundar a própria missão civil e eclesial, mediante a escuta da Palavra de Deus, a oração e a partilha fraterna da vida! Maria, Mãe do amor formoso, e José, Guarda e Redentor, nos acompanhem a todos com a sua incessante proteção. Sagrada Família de Nazaré, rogai por nós!
Hoje celebramos a Sagrada Familia
SAGRADA FAMÍLIA, JESUS, MARIA E JOSÉ
A vida oculta de Jesus
edificante é relembrar;
dizer em verso a vida pobre
de Nazaré, humilde lar.

Na arte humilde de José,
jovem Jesus já se inicia
e ao trabalho do operário
de boa mente se associa.

Junto do filho está a mãe,
junto ao esposo a santa esposa.
Lá se compensam os cansaços
por amizade afetuosa.

Vós, ó Senhor, que conheceis
bem o trabalho e o suor
dai vossa ajuda aos que trabalham
ouvi dos fracos o clamor.

A vós, Jesus, que pelo exemplo
a vida santa nos mostrais,
glória com o Pai e o Espírito
com Quem nos séculos reinais.

Oração: Ó Deus de bondade, que nos destes a Sagrada Família como exemplo, concedei-nos imitar em nossos lares as suas virtudes, para que, unidos pelos laços do amor, possamos chegar um dia às alegrias da vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

OITAVA DE NATAL - Uma mensagem do Papa Francisco.

“Foi à luz dos Vossos raios da Misericórdia que compreendi quanto me amais.” [Diário de Santa Faustina 1487]. Menino Jesus abençoai-nos!
Vos adoro, amável Menino do casebre, o mais humilde e o maior dos filhos dos homens e o mais pobre e o mais rico, o mais frágil e o mais poderoso.
Vos bendigo, porque vos haveis dignado descer até mim, para ser meu modelo na prática de todas as virtudes, meu guia nas dificuldades da vida e meu asilo nos dias de aflição.
Vos amo, porque vens a mim com amor infinito; com amor generoso, que não se cansa das minhas ingratidões; com amor obsequioso, que se antecipa aos tardios impulsos de meu coração; com amor paciente, que espera minha conversão para amar-me mais ternamente ainda.
Por isso, com o coração cheio de agradecimento, de joelhos aos pés deste leito de palha, vos adoro, bendigo e amo, com todo o fervor de minha alma, e me atrevo a levantar meus olhos até meu Deus, que se digna olhar-me ternamente.
Natal traz mensagem de «esperança» -
 Papa Francisco
Agência Ecclesia 25 de Dezembro de 2016, às 11:26        
Bênção «urbi et orbi» estende-se a todo o mundo

Cidade do Vaticano, 25 dez 2016 (Ecclesia) – O Papa deixou hoje no Vaticano os seus votos natalícios à cidade de Roma e ao mundo, sublinhando a mensagem de “esperança” que o nascimento de Jesus representa.

“Neste dia de alegria, todos somos chamados a contemplar o Menino Jesus, que devolve a esperança a todo o ser humano sobre a face da terra. Com a sua graça, demos voz e demos corpo a esta esperança, testemunhando a solidariedade e a paz”, disse Francisco, desde a varanda central da Basílica de São Pedro.

“A vós, queridos irmãos e irmãs, congregados de todo o mundo nesta Praça e a quantos estão unidos connosco de vários países através do rádio, televisão e outros meios de comunicação, formulo os meus cordiais votos”, declarou Francisco, já após a recitação da oração do ângelus, uma novidade deste ano.

Antes, o Papa tinha elogiado todos os que trabalham diariamente, “com discrição e paciência, em família e na sociedade” para construir “um mundo mais humano e mais justo”, com paz para todos.

“Queridos irmãos e irmãs: um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado, é o Príncipe da Paz. Acolhamo-Lo”, pediu.

Francisco explicou que “o poder deste Menino, Filho de Deus e de Maria”, não é um poder baseado na força e na riqueza, mas é o “poder do amor

“É o poder que regenera a vida, que perdoa as culpas, reconcilia os inimigos, transforma o mal em bem. É o poder de Deus. Este poder do amor levou Jesus Cristo a despojar-Se da sua glória e fazer-Se homem; e levá-Lo-á a dar a vida na cruz e ressurgir dentre os mortos. É o poder do serviço, que estabelece no mundo o reino de Deus, reino de justiça e paz”, prosseguiu.

A intervenção concluiu-se com votos de "Bom Natal para todos!"
fonte:http://www.agencia.ecclesia.pt/noticias/vaticano/vaticano-natal-traz-mensagem-de-esperanca-papa-francisco/

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

OITAVA DE NATAL - Santos Inocentes, rogai por nós!

Ó Santíssima Trindade, Deus Eterno, desejo brilhar na coroa da Vossa misericórdia como uma pequenina pedra, cuja beleza dependa do Vosso raio de luz e inconcebível misericórdia. [Diário de Santa Faustina 617]. Menino Jesus abençoai-nos!
OS SANTOS INOCENTES, MARTIRES
Dos Santos Inocentes
cantemos o louvor.
A terra os perde e chora,
recebe-os o Senhor.

Um ímpio rei matou-os,
porém seu Criador
colheu-os como as flores,
no Reino os abrigou.

Em morte assim gloriosa
o Cristo resplendeu.
Menores de dois anos
com anjos vão ao céu.

Belém, feliz cidade,
foi berço ao Redentor,
e as vítimas primeiras
a ele consagrou.

No sangue do Cordeiro
as túnicas lavaram.
Vestindo brancas vestes,
seu trono rodearam.

Jesus, que de uma Virgem
nascestes em Belém,
a vós, ao Pai e ao Espírito
a glória eterna. Amém.
Oração: Ó Deus, hoje os santos Inocentes proclamam vossa glória, não por palavras, mas pela própria morte; dai-nos também testemunhar com a nossa vida o que os nossos lábios professam. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
A festa de hoje também é um convite a refletirmos sobre a situação atual desses milhões de “pequenos inocentes”: crianças vítimas do descaso, do aborto, da fome e da violência. Rezemos neste dia por elas e pelas nossas autoridades, para que se empenhem cada vez mais no cuidado e no amor às nossas crianças, pois delas é o Reino dos Céus. Por estes pequeninos, sobretudo, é que nós cristãos aspiramos a um mundo mais justo e solidário. Santos Inocentes, rogai por nós!

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

OITAVA DE NATAL - São João Apóstolo e Evangelista, rogai por nós!

Da fonte da Vossa misericórdia, Senhor, flui toda a felicidade e vida, por isso [vós], todas as criaturas e seres cantai enlevados a canção da misericórdia. [Diário de Santa Faustina  522]. Menino Jesus abençoai-nos!
SANTO DO DIA 
SÃO JOÃO, APÓSTOLO E EVANGELISTA
Virginal protetor da Mãe Virgem,
mensageiro do Verbo, que adoras,
ó São João, ouve a voz dos teus servos,
lava a culpa do povo que implora.

Vês a fonte jorrando água pura
e desejas a sede do mundo
saciar com a água da vida
que brotou do seu peito fecundo.

Tu, que brilhas em todo o universo,
vem trazer o perdão para os réus;
vem mostrar-nos o grande mistério
que ao princípio já estava com Deus.

Contemplando do Verbo os segredos,
testemunhas a graça primeira.
Vem, bom guia, e conduz teus irmãos
a fruir desta luz verdadeira.

Honra ao Verbo, nascido do Pai,
que Maria na terra gerou.
E, com ele, a Deus Pai e ao Espírito
honra eterna, perene louvor.
Oração: Ó Deus, que pelo apóstolo São João nos revelastes os mistérios do vosso Filho, tornai-nos capazes de conhecer e amar o que ele nos ensinou de modo incomparável. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

OITAVA DE NATAL - Natal em grande alegria.

Durante a Santa Missa novamente vi o Menino Jesus, imensamente belo que, com alegria, estendia as mãozinhas para mim. Após a Santa Comunhão, ouvi estas palavras: Eu sempre permaneço no teu coração, não somente no momento em que Me recebes na Santa Comunhão, mas sempre. - Passei esse Natal em grande alegria. [Diário de Santa Faustina 575]. Jesus eu confio em Vós!
SANTO DO DIA
SANTO ESTÊVÃO, O PRIMEIRO MÁRTIR
Devidamente celebremos
de Estêvão mártir toda a glória.
Ele, o primeiro no combate,
recebe a palma da vitória.

Às testemunhas mentirosas,
mártir fiel, tu te opusestes,
vendo Jesus, do pai à destra,
no esplendor da luz celeste.

Agora, mártir, te rogamos:
depressa, vem nos ajudar.
A tua prece nos alcance
junto dos santos um lugar.

Banhado outrora no teu sangue,
brilhas no céu com grande luz.
Reza por nós, para contigo
vermos a glória de Jesus.

Tais dons conceda o menino,
que duma Virgem nos nasceu,
e com o Pai e o Espírito
eterno reina sobre os céus.

Oração: Santo Estêvão, Protomártir e Arquidiácono: Ensinai-nos, ó Deus, a imitar o que celebramos, amando os nossos próprios inimigos, pois festejamos Santo Estêvão, nosso primeiro mártir, que soube rezar por seus perseguidores. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Novena "Almas Aflitas"
Segunda-feira, dia dedicado as Almas do Purgatório.
"Pai Eterno, eu vos ofereço o sangue de nosso Senhor Jesus Cristo, intercedei pelas almas aflitas.
E vós, almas aflitas, ide perante a Deus e pedi a graça que necessito (fazer o pedido)". Rezar: Pai Nosso, Ave Maria e o Glória.

domingo, 25 de dezembro de 2016

Ó Deus-Menino, abençoai-nos.

Ó luz Eterna, que vindes à Terra, iluminai a minha mente e fortalecei a minha vontade, para que eu não sucumba em momentos de duras provas. Que a Vossa luz dissipe todas as dúvidas. Que a Vossa onipotência atue através de mim. Confio em Vós, ó Luz incriada! Vós, ó Menino Jesus, sois para mim o modelo no cumprimento da vontade de Vosso Pai, Vós que dissestes: "Eis que vou cumprir a vontade do Pai", fazei que também eu cumpra em tudo fielmente a vontade de Deus. Ó Deus-Menino, concedei-me essa graça. [Diário de Santa Faustina 830]. Menino Jesus abençoai-nos.
EVANGELHO Jo 1,1-18
No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. No princípio estava ela com Deus. Tudo foi feito por ela, e sem ela nada se fez de tudo que foi feito.
Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la. Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
A Palavra estava no mundo — e o mundo foi feito por meio dela — mas o mundo não quis conhecê-la. Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram.
Mas, a todos que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, pois estes não nasceram do sangue nem da vontade da carne nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho unigênito, cheio de graça e de verdade. Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”. De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer. Palavras da Salvação. Glória a Vós Senhor!

Oração: Ó Deus, que admiravelmente criastes o ser humano e mais admiravelmente Restabelecestes a sua dignidade, dai-nos participar da divindade do vosso Filho, que se dignou assumir a nossa humanidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amados leitores meus sinceros votos de um FELIZ NATAL! QUE O MENINO DEUS NOS ABENÇOE SEMPRE! FELLIIZZZ NATAALL.

sábado, 24 de dezembro de 2016

9º dia da novena e 3º do tríduo em preparação para o Natal.

"Estou vivendo este tempo com a Mãe de Deus, preparando-me para a solene vinda do Senhor. E Nossa Senhora me instrui sobre a vida interior da alma com Jesus, especialmente na Santa Comunhão. Só na eternidade conheceremos o grande mistério que realiza em nós a Santa Comunhão. Os momentos mais preciosos da vida!". [Diário de Santa Faustina 840]. Jesus eu confio em Vós!
Hoje é o dia da Noite Feliz. Chegamos ao fim da nossa Novena de Natal, é o momento da celebração
A Virgem dará à luz o Filho de Deus e Lhe porá o nome de Jesus. Hoje, é um dia de ação de graças, porque celebramos, nesta noite, o maior mistério da nossa fé, que é o fato de o Filho Unigênito de Deus Todo-poderoso e Eterno ter assumido nossa natureza humana e se feito um de nós. Hoje, celebramos o centro da história, Deus em meio a nós, dando-nos alegria e paz com Sua presença e Seu amor.
Nesta Noite Santa, quando os anjos cantam a fidelidade do Senhor que nasceu em Belém, que esse canto que ecoa na história encha de alegria e paz o coração de cada um de nós que estamos aqui, e que nossa família, nesta noite, sinta a presença de Deus em nosso meio.
Motivação: Nesta noite de Natal, coloque o anjo; e, à meia noite, estando toda a família reunida, que o menor da casa, o avô e a avó, tragam em procissão a imagem do Menino Deus e o coloquem no presépio.
Que este momento seja de oração e recolhimento, onde cada um coloque sua própria vida nas mãos do Menino Deus, pedindo Suas graças e Sua bênção.
Hoje é o dia ideal para chamar aquela pessoa com quem você brigou, desentendeu-se ou com quem você tenha algum conflito para lhe desejar Feliz Natal. Ao fazer isso, que o amor seja maior que tudo o que foi vivido. Que hoje seja dia de alegria e paz!
Oração Inicial: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo. Tu, que fecundaste ao Verbo de Deus e O levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-O palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar a Deus no coração e deixarmo-nos transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar e ser curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu Filho centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre. Amém.
Evangelho: Lc 1, 67-79
Zacarias, seu pai, ficou cheio do Espírito Santo e profetizou, nestes termos: Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e resgatou o seu povo, e suscitou-nos um poderoso Salvador, na casa de Davi, seu servo (como havia anunciado, desde os primeiros tempos, mediante os seus santos profetas), para nos livrar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos odeiam. Assim exerce a sua misericórdia com nossos pais, e se recorda de sua santa aliança, segundo o juramento que fez a nosso pai Abraão: de nos conceder que, sem temor, libertados de mãos inimigas, possamos servi-lo em santidade e justiça, em sua presença, todos os dias da nossa vida. E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque precederás o Senhor e lhe prepararás o caminho, para dar ao seu povo conhecer a salvação, pelo perdão dos pecados. Graças à ternura e misericórdia de nosso Deus, que nos vai trazer do alto a visita do Sol nascente,  que há de iluminar os que jazem nas trevas e na sombra da morte e dirigir os nossos passos no caminho da paz. Palavras da Salvação. Glória a Vós Senhor.
Leitura: Aprofundar-se no Evangelho, ler a Palavra e deter-se nela. Ver os detalhes dos personagens. Fazer uma leitura gastando tempo para conhecê-la e escutar o Senhor.
Contemplação: É buscar apropriar-se do texto, não o olhar com expectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens. Usar a imaginação para conhecê-los e aprofundar-se neles interiormente.
Oração: Senhor, é hoje a Noite Feliz. Hoje, todos estamos contentes. Há muito movimento, muitos preparativos, há ambiente de festa. Tanto os que creem em Ti quanto os que não creem hoje celebram o Natal. Em algumas casas nascerás, e em outras haverá apenas árvores com luzes, mas igualmente Tu estarás aí. Hoje, é Noite Feliz, e nós que cremos em Ti celebramos o Teu nascimento. Hoje, é um dia do qual não podemos nos esquecer, porque é a manifestação mais plena e eloquente de que Tu és um Deus amigo, alguém presente em nossa vida, que se interessa por nós, que nos ama com amor infinito, até querer ser um de nós. Hoje, é o dia por excelência, pois Tu vieste nos dar vida com Tua vida, com Teu nascimento nos devolveu a vida de Deus. Hoje, Senhor, celebramos Tua fidelidade e Teu amor sem limites, e é por isso que São João nos diz: “Tanto Deus amou o mundo, que nos enviou Seu próprio filho”. Sim, Senhor, hoje é a festa do amor e da fidelidade, é a Tua festa, porque Tu nos deste a vida vindo viver nossa vida. Obrigado, Senhor!
Oração: Senhor, hoje a liturgia nos apresenta o canto de Zacarias, onde quer manifestar o que é o Teu amor, nos que mostrar como e de que maneira Tu atuas. Tu cumpres o que prometes e tudo faz por amor, para ti não conta a nossa infidelidade, mas que Tu continuas nos amando e sendo fiel, mesmo sem ser amado. Senhor, nesta Noite Santa, quando celebraremos o Natal, pedimos-Te que nos ajudes a valorizar o que é ter fé em Ti. Que nesta noite, cada um de nós possa renovar sua fé, e que não nos cansemos de Te agradecer, porque és um Deus formidável e excepcional, único, cheio de amor e ternura, alguém que faz até o impossível para demonstrar o quanto nos ama. Senhor, renova-nos em teu amor, enche-nos de alegria e gozo como Tua Mãe Santíssima, e que o canto dos anjos inunde os nossos corações e nos faça experimentar Tua paz e alegria. Senhor, que nesta noite possamos sentir a alegria do céu. Amém.
Oração Final: Menino Jesus, o Deus vivo e verdadeiro, o Todo-poderoso e eterno, que assumiu nossa natureza para se fazer um de nós, que quisestes compartilhar nossa vida para nos redimir. Tu que quisestes experimentar o calor de um abraço, a ternura de um beijo de uma mãe, os braços fortes de um pai, que quisestes ser cuidado por uma mãe. Não há Deus igual a Ti, que se empenhe em estar junto de nós. Tu és o Emanuel, o Deus conosco, que nascestes para dar a vida. Conceda-nos que, nesta Noite Santa, cada família sinta tua paz e tua alegria. Que sintamos o gozo que sentiram os pastores, que cada um tenha a paz de Tua Mãe, que todos experimentemos o gozo do céu que se sentiu na terra. Que, nesta Noite Santa, Tu, Menino Jesus, no dia de Teu aniversário, nos dê a Tua bênção e fique para sempre em nossa casa. Hoje e sempre, encha-nos de bênçãos. Amém.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

8º dia da novena e 2 º do tríduo em preparação para o Natal.

A alegria reinou no meu coração por Deus ser tão bom e misericordioso. [Diário de Santa Faustina 609]. Menino Jesus abençoai-nos! 
No oitavo dia de nossa preparação para o Natal, vésperas da Noite Feliz, a liturgia nos apresenta o nascimento de João Batista
É uma passagem que nos ajuda a ver a atitude de Zacarias e de Isabel, que buscam ser fiéis ao que o anjo lhes havia ordenado, dando ao filho o nome de João. Assim como Zacarias ficou mudo ante o anúncio do anjo, agora sua língua se solta para louvar e bendizer o Senhor.
Motivação: Neste oitavo dia da novena de Natal, continue preparando o presépio. Depois de ter colocado a imagem de Maria, de José, dos pastores e dos animais, nesta oportunidade vamos colocar a estrela. Que cada um deixe a própria vida nas mãos do Senhor, agradecendo-Lhe por tudo o que Ele fez por nós.

Fazer algum gesto concreto de sensibilidade e generosidade com alguma família que estará só, ou que faltará algum membro. Convidá-los para rezar amanhã ou para a Missa de Natal. Ser para eles presença.

Oração Inicial: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo.
Tu que fecundaste ao Verbo de Deus e O levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-O palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar a Deus no coração e nos deixarmos transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar, e ser curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu Filho como o centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre. Amém.

Leitura: Lc 1,57-66
Ao se completar o tempo de Isabel dar à luz, ela teve um filho.
Seus vizinhos e parentes ouviram falar da grande misericórdia que o Senhor lhe havia demonstrado e se alegraram com ela.
No oitavo dia foram circuncidar o menino e queriam dar-lhe o nome do pai, Zacarias; mas sua mãe tomou a palavra e disse: "Não! Ele será chamado João".
Disseram-lhe: "Você não tem nenhum parente com esse nome".
Então fizeram sinais ao pai do menino, para saber como queria que a criança se chamasse.
Ele pediu uma tabuinha e, para admiração de todos, escreveu: "O nome dele é João".
Imediatamente sua boca se abriu, sua língua se soltou e ele começou a falar, louvando a Deus.
Todos os vizinhos ficaram cheios de temor, e por toda a região montanhosa da Judeia se falava sobre essas coisas.
Todos os que ouviam falar disso se perguntavam: "O que vai ser este menino?" Pois a mão do Senhor estava com ele. 
Palavra da Salvação. Glória a Vós Senhor.

Aprofundando no Evangelho. Ler a Palavra e deter-se nela. Ver os detalhes dos personagens. Fazer uma leitura gastando tempo para conhecê-la escutando o Senhor. É tempo de nos encontrarmos com Cristo 

Contemplação: É buscar apropriar-se do texto, não o olhar com expectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens. Usar a imaginação para conhecê-los e aprofundá-los interiormente.

Oração: Senhor Jesus, vendo como Teu Pai atuou na vida de Zacarias e de Isabel, como lhes preparou um projeto de amor e como João foi a alegria deles, pensa-se no grande e maravilhoso mistério que é ter uma família, ter um pai e uma mãe, e poder dizer que temos um lugar. Senhor, vendo o amor que Tu manifestastes a Zacarias e Isabel, dando-lhes um filho, dou-Te graças por meu pai e minha mãe, pela generosidade deles em me dar a vida. Bendito seja o Senhor pelo amor dos meus pais, que é reflexo e manifestação do amor que Tu tens por mim. Obrigado, Senhor, porque me amaste por meio dos meus pais. Obrigado, porque minha mãe me quis e cuidou de mim dentro de si e depois me deu a luz. Obrigado pelo nome que tenho. Obrigado, porque tens o meu nome escrito na palma de Tuas mãos. Obrigado, Senhor, porque para ti eu sou único e irrepetível. Obrigado, Senhor, porque existo e posso Te louvar por ter me dado a vida, ter me dado um pai e uma mãe. Amém.

Oração: Senhor, vendo como Tu deste a graça a Zacarias e à Isabel para gerar uma vida, para serem pais em sua velhice, e como eles souberam responder ao convite que Tu lhes fizeste, peço-Te que abençoe cada pai e cada mãe de família. Que cada pai tenha a fortaleza que teve Zacarias, a fé e a entrega de José, a disposição e abertura de coração para ser em todo momento um instrumento teu, para que os filhos vejam nos pais um exemplo e testemunho. Encha também, Senhor, o coração de cada mulher que é mãe, para que com Tua ternura e Teu amor possam transmitir o amor que Tu nos tens. Faz Senhor, que nossos filhos encontrem a alegria e a felicidade na alegria de Teus filhos. Que cada família seja reflexo da Tua Família. Que em todas haja paz, amor, alegria e felicidade, como havia na Tua. Amém.

Oração Final: Senhor Jesus, estamos chegando ao fim de nossa novena, Tua festa está chegando, e isso nos enche de alegria, pois vemos que Tu, o Deus eterno e todo-poderoso, quiseste ter uma família, buscaste uma mulher para ser Tua mãe, tiveste José como pai e com eles formaste uma família. Foi onde aprendeste a arte de viver, onde recebeste carinho e afeto, onde sentiste o abraço de uma mãe, onde tiveste a mão firme de um pai, de quem aprendeste a dar valor à vida.
Senhor, nesta véspera da Noite Feliz, pedimos-Te que encha de bênçãos este lugar, que possamos sentir Tua presença em meio a nós, que Tu sejas o centro de nossa vida, nos inundando de amor e paz, que nos concedas a graça de nos querer cada vez mais, que cada dia nossa família cresça no amor, na compreensão, na entrega mútua, em interesse e preocupação com o outro. Senhor, Tu que tiveste uma família, abençoa a minha, encha-nos de graça para que cada dia Te imitemos mais e mais, e busquemos viver como vocês viveram. Senhor Jesus, abençoa-nos, e que amanhã, ao celebrar o Teu nascimento, sintamos-Te junto de nós e Tu nos encha de alegria e paz. Amém.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

7º dia da novena e 1º do tríduo em preparação para o Natal.

“Ó Jesus, vejo tanta beleza espalhada à minha volta, pela qual incessantemente Vos rendo graças.” [Diário de Santa Faustina 1284]. Menino Jesus abençoai-nos!

Neste sétimo dia da novena de Natal, a liturgia nos apresenta o canto do Magnificat, ajudando a preparar o nascimento do Senhor Jesus

A atitude de Maria com este canto é um programa de vida, um reconhecimento da presença e da ação de Deus em nossa vida.
Neste tríduo que antecede o Natal e o fim do ano, esta atitude de gratidão e reconhecimento deve ser o que caracteriza nossa relação com o Senhor e com os demais.
Motivação: Neste sétimo dia da novena de Natal, continue preparando o presépio. Depois de ter colocado a imagem de Maria, de José, do estábulo, da manjedoura, dos pastores, colocar as ovelhas, demonstrando como cada um deve louvar e bendizer a Deus, desde o que tem e faz.
Que cada um faça uma oração, louvando e bendizendo ao Senhor pela própria vida, pela família, pelo trabalho, pela saúde, pelo que temos e pelo que falta também.
Fazer algum gesto concreto de gratidão e agradecimento. Ser capaz de dizer aos que o rodeiam: “”obrigado por…” Fazer o mesmo na família. Expressar a gratidão com um abraço, um gesto, uma ligação; ser capaz de dizer ““obrigado””.
Oração Inicial: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo. Tu que fecundaste ao Verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-O palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e nos deixarmos transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar, e ser curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu Filho como o centro de nossa vida. Maria, pede por nós, agora e sempre.
Que assim seja.

Leitura: Lc 1, 46-56 - Magnificat

Então disse Maria: "Minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, pois atentou para a humildade da sua serva. De agora em diante, todas as gerações me chamarão bem-aventurada, pois o Poderoso fez grandes coisas em meu favor; santo é o seu nome.

A sua misericórdia estende-se aos que o temem, de geração em geração.
Ele realizou poderosos feitos com seu braço; dispersou os que são soberbos no mais íntimo do coração.
Derrubou governantes dos seus tronos, mas exaltou os humildes.
Encheu de coisas boas os famintos, mas despediu de mãos vazias os ricos.
Ajudou a seu servo Israel, lembrando-se da sua misericórdia para com Abraão e seus descendentes para sempre, como dissera aos nossos antepassados".
Maria ficou com Isabel cerca de três meses e depois voltou para casa. Palavra da Salvação. Glória a Vós Senhor.


Aprofundando no Evangelho. Ler a Palavra e deter-se nela. Ver os detalhes dos personagens. Fazer uma leitura gastando tempo para conhecê-la, escutando o Senhor.
Contemplação: É buscar apropriar-se do texto, não olhá-lo com expectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens. Usar a imaginação para conhecê-los e aprofundá-los interiormente.
Oração: Obrigado, Maria, por ser sensível à manifestação do Senhor em tua vida. Graças por reconhecer o que és e por dar ao Senhor o lugar que Lhe corresponde em tua vida. Obrigado por dizer que o Senhor foi quem fez em ti maravilhas. Obrigado por deixar que Ele fizesse em ti o que fez. Obrigado por confiar e crer n’Ele. Obrigado por mostrar-nos como o Senhor atua e tem atuado na história, como está do lado dos que n’Ele confiam, e como se enfrenta o soberbos e orgulhosos, os egoístas e os prepotentes. Obrigado por dar-nos a confiança de que o Senhor levanta os humildes e os famintos. Maria, intercede por nós para que possamos fazer como tu fizeste, para ter os sentimentos que tu tivestes, para deixarmo-nos conduzir e ser cheios do Senhor como tu foste. Amém.
Oração: Senhor Jesus, Tua mãe soube reconhecer e manifestar Tua presença nela e na história, e por ter tido a sensibilidade de nos relatar como Tu atuas, o que Te agradas, quem são os Teus privilegiados. Senhor, faz com que aprendamos dela a reconhecer a Tua presença em nosso dia a dia, que possamos descobrir-Te em cada acontecimento, e sabendo como és, como ages, o que gostas, saibamos confiar e esperar em Ti, Senhor, assim como Tua mãe, que reconheceu tudo o que o Pai fez nela. E que, da mesma maneira, possa atuar e saber que sem Ti não sou nada, e que és Tu quem faz tudo em mim. Amém.
Oração Final: Menino Jesus, assim como Tua Mãe, vimos a ti para Lhe agradecer e bendizer-Te por tudo o que fazes em nós e por nós. Agradecemos-Te e bendizemos, porque quisestes nos redimir a partir de nossa própria natureza, porque se fizeste um de nós, sendo Tu em tudo semelhante a nós, menos no pecado, porque, assumindo nossa vida, nos deste vida com Tua vida.
Damos-Te graças e Te bendizemos, porque com Teu nascimento dignificaste nossa natureza, nos mostrastes o quanto é sagrada a vida, porque dignificastes a mulher, nascendo Tu mesmo de Maria Virgem. Glorificamos-Te, porque, com Teu nascimento, nos dás fortaleza e alegria, nos enche de gozo e consolo, nos faz renascer na esperança, nos mostras que Tu estás conosco. Bendito e louvado sejas, porque és o Deus que vive e nos dá a vida, que nos conheces por dentro e que nos enche de amor. Bendito e louvado sejas por Teu nascimento e por Tua vida e redenção. Bendito e louvado sejas hoje e sempre! Amém.
Fonte: http://formacao.cancaonova.com/espiritualidade/novena-de-natal/novena-de-natal-7o-dia/

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

6º dia da novena em preparação para o Natal.

"Reconheço que Deus nunca permitirá mais do que possamos suportar.” [Diário de Santa Faustina 78]. Menino Jesus abençoai-nos!
Neste sexto dia da nossa Novena de Natal, o Evangelho de Lucas nos relata a visitação a Isabel
Maria parte apressadamente, sem demora, ao encontro de sua prima que necessitava de ajuda. A disponibilidade e o desprendimento da Virgem Maria são as atitudes que a Igreja nos propõe para meditar neste dia.
Voltemos nosso olhar para a atitude de Maria para vermos como estamos vivendo com aqueles que estão ao nosso lado.
Motivação:  Neste sexto dia da novena de Natal, seguir preparando o presépio. Depois de ter colocado a imagem de Maria, de José, o estábulo, o berço, a vaca e o burro, colocar agora os pastores, manifestando como eram as pessoas sensíveis e humildes que acompanharam o Senhor em seu nascimento.
Que cada um coloque sua vida e a vida de toda família nas mãos do Menino Deus, para que Ele nos encha de Suas bênçãos e graças.
Façamos algum gesto ou atitude de sensibilidade e solidariedade. Ir ao encontro das pessoas que necessitadas de alguma ajuda, seja material ou espiritual. Sem que nos peçam, ofereçamos nossa presença e nossa solidariedade.
Oração inicial: Em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo. Amém.
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo.
Tu que fecundaste ao Verbo de Deus e O levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e deixarmo-nos transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, nós te pedimos que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar, e ser curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu Filho centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre. Amém.
Leitura: Lucas 1, 39-45
Naqueles dias, Maria preparou-se e foi depressa para uma cidade da região montanhosa da Judeia,  onde entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel.
Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o bebê agitou-se em seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Em alta voz exclamou:  "Bendita é você  entre as mulheres,  e bendito é o filho
 que você dará à luz!
Mas por que sou tão agraciada, ao ponto de me visitar a mãe do meu Senhor?
Logo que a sua saudação chegou aos meus ouvidos, o bebê que está em meu ventre agitou-se de alegria.
Feliz é aquela que creu que se cumprirá aquilo que o Senhor lhe disse!". Palavra da salvação. Glória a Vós Senhor!

Aprofundamento no Evangelho. Leia a Palavra e detenha-se nela. Veja os detalhes dos personagens. Faça uma leitura, gaste tempo para conhecê-la e escute o Senhor. Veja a atitude de Maria e de Isabel, o que fazem, o que dizem, como se relacionam.
Contemplação: É buscar apropriar-se do texto, não olhá-lo com expectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens. Usar a imaginação para conhecê-los e aprofundá-los interiormente.
Oração: Maria, minha mãe, agradeço-te por teu testemunho, por teu exemplo, por tua prontidão e disponibilidade em estar atenta às necessidades de quem necessitava da tua ajuda. Agradeço por tua atitude de serviço e entrega, porque não duvidaste nem demoraste a se fazer presente. Agradeço por ter sido capaz de se desinstalar para ser sensível e solidária com Isabel. Maria, tu que sabias estar junto a quem necessitava de tua presença, tu que nos mostra como viver a vida, vem nos acompanhar nestes dias que nos preparamos para o nascimento de teu Filho. Vem, Virgem Santa, ajudar-nos a colocar nosso coração para receber teu Filho. Amém.
Oração: Menino Jesus, quando tua Mãe chegou na casa de Isabel, João saltou de alegria em seu ventre e ela fez uma profissão de fé reconhecendo que era você quem a visitava, chamou sua mãe de ‘A Mãe do meu Senhor’. Agora, também nós queremos te dar um espaço em nossa vida, pretendemos que você venha e que tenhas um lugar especial. Por isso Senhor, pedimos-te que nos ajude a tomar consciência do significado de teu nascimento, da grandeza desse acontecimento. Ajuda-nos a valorizar Teu gesto de amor e que, este Natal, seja um tempo de profundo reconhecimento e ação de graças por tudo o que significa e o Senhor nasça em nosso meio. Dê-nos de presente a graça de valorizar e reconhecer Teu gesto salvador nascendo de mulher e sendo um de nós. Ajuda-nos para que neste Natal, o Senhor seja o centro de nossa celebração. Amém.
Oração Final: Maria, Virgem Mãe de nosso Senhor, levou o Deus da vida em tuas entranhas e Lhe deu vida humana. Sendo a Mãe de Deus, tu sabes ser serviçal e atenta às necessidades de tua prima Isabel, por isso, ajuda-nos a saber, ver e ser sensíveis às necessidades dos que nos rodeiam, a sermos capazes de renunciar a nós mesmos e ir ao encontro dos demais. Ajuda-nos a sermos generosos em nosso tempo e com nossos bens para ajudar aos que necessitam, para que, como a Senhora, estejamos disponíveis e abertos para nos dar aos demais. Maria, Virgem Mãe, que saiamos apressadamente sem demora, prontamente, ao encontro dos que necessitam de nossa ajuda. Maria, que levemos Jesus e sejamos mensageiros da alegria e da paz, consolo e fortaleza, ajuda e solidariedade, para que, neste Natal, muitos possam reconhecer o teu Filho como Deus e Senhor, e que você seja hoje e sempre: “ a Mãe de nosso Senhor” e nossa Mãe. Amém.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

5º dia da novena em preparação para o Natal.

“Oh! Como é grande a misericórdia de Deus; que toda alma a glorifique.” [Diário de Santa Faustina 917]. Menino Jesus abençoai-nos!
Este quinto dia de preparação da Novena de Natal está centrado na pessoa de Maria, em sua atitude, em sua docilidade, em sua abertura à ação de Deus
Ante a manifestação do Senhor, a Virgem soube responder e corresponder ao projeto de Deus para ela. Vendo a disposição e abertura de Maria, vejamos como estamos respondendo ao Pai em nossa vida e, assim, nestes dias que antecedem o Natal, possamos nos preparar interiormente para o nascimento do Senhor em meio a nós.
Motivação: Neste quinto dia da novena de Natal, continue preparando o presépio. Depois de ter colocado a imagem de Maria, de José, de ter posto o estábulo e a manjedoura vazia, colocar a vaca e o burro, aqueles que estiveram acompanhando o nascimento do Filho de Deus.
Que façamos uma oração de abandono e confiança no Senhor, agradecendo o ‘sim’ de Maria e colocando-nos nas mãos d’Ele, para que faça em nós Sua vontade.
Façamos algum gesto concreto durante o dia. Que seja um dia de ação de graças e abandono nas mãos do Senhor, para que Ele realize em cada um de nós Sua obra salvífica.
Oração Inicial: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo. Tu que fecundaste ao Verbo de Deus e O levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-O palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo e aprender de ti a levar Deus ao coração e deixarmo-nos transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas Tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar, e ser curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-no a celebrar este Natal, tendo seu Filho centro de nossas vidas. Maria, pede por nós, agora e sempre. Amém.
Leitura: Lucas 1, 28-38
O anjo, aproximando-se dela, disse: "Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você!"
Maria ficou perturbada com essas palavras, pensando no que poderia significar esta saudação.
Mas o anjo lhe disse:  "Não tenha medo, Maria;  você foi agraciada por Deus! Você ficará grávida  e dará à luz um filho,  e lhe porá o nome de Jesus. Ele será grande  e será chamado  Filho do Altíssimo.  O Senhor Deus lhe dará  o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre sobre o povo de Jacó;  seu Reino jamais terá fim".
Perguntou Maria ao anjo: "Como acontecerá isso se sou virgem?"
O anjo respondeu: "O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que há de nascer será chamado Santo, Filho de Deus.
Também Isabel, sua parenta, terá um filho na velhice; aquela que diziam ser estéril já está em seu sexto mês de gestação.
Pois nada é impossível para Deus". Respondeu Maria: "Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra". Então o anjo a deixou. Palavra da salvação. Glória a Vós Senhor.

*Aprofundar no Evangelho. Deter-se na atitude de Maria, em sua reação, no que diz, no que faz, no que sente em sua resposta

Contemplação: É buscar apropriar-se do texto, não olhá-lo com expectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens. Usar a imaginação para conhecê-los e aprofundá-los interiormente.

Oração: Maria, Virgem Mãe, bendita sejas por haver acreditado no Senhor, por haver posto em suas mãos, por haver permitido que Ele realizasse em ti o Seu projeto e Sua obra. Bendita, Maria, por ter nos ensinado como responder ao Senhor, por nos ter mostrado que a fé se vive abrindo o coração para que o Senhor atue em cada um de nós. Maria, neste tempo de preparação para o Natal, intercede por cada um de nós, para que como tu, possamos também nós dizer ao Senhor o nosso ‘sim’, faça-se”, para que Ele realize o Seu projeto de amor em cada um de nós.

Oração: Senhor, nós te damos graças pelo testemunho e o exemplo que nos deixaste de tua mãe Maria. Graças Senhor, porque Maria nos mostra a maneira de viver nossa vida de fé. Senhor, te pedimos que tu nos ajudes a ter as mesmas atitudes de Maria. Faz Senhor que creiamos, que confiemos em Ti, que nos deixemos guiar pelo teu Espírito Santo, para que tu possas realizar em nós a Tua obra salvadora. Senhor, ajuda-nos a viver o que Tu nos pede, e que sempre com alegria e confiança Te digamos: “que se faça em mim Tua palavra, Tua vontade”. Amém.
Oração Final: Maria, minha mãe, tu que soubeste responder ao Senhor, que lhe abriste o coração para que fizesse em ti Sua obra, para que te enchesse de Seu Espírito Santo e te transformasse interiormente, para ser instrumento seu para que seu Filho viesse ao mundo, te pedimos que intercedas por nós e que peças ao Senhor que também nos transforme interiormente, para que também nós saibamos dizer-lhe: “Sim, faça-se em mim segundo tua Palavra”.
Maria, ajuda-nos a ter teus sentimentos, ajuda-nos a confiar sempre no Senhor, a desejarmos ser inundados por sua presença, por seu Espírito Santo. Maria, pede por nós e ensina-nos a deixar nossa vida nas mãos de teu Filho e que Ele nos faça instrumentos dóceis de sua presença para os demais. Maria, que como tu, sempre digamos ao teu Filho:  Sim, faça-se em mim segundo tua Palavra. Amém.
Fonte: http://formacao.cancaonova.com/espiritualidade/novena-de-natal/novena-de-natal-5o-dia/

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

4º dia da novena em preparação para o Natal.

“Sede bendito, ó Deus, por tudo que me enviais. Sem a Vossa vontade nada sucede debaixo do sol.” [Diário 1208]. Menino Jesus abençoai-nos!
Neste quarto dia da nossa preparação para o Natal, a liturgia nos introduz a experiência de Zacarias e o anúncio do Nascimento de João Batista

É um texto que devemos considerar em relação e em contraposição à anunciação a Maria, um ajuda o outro a adquirir seu justo significado. De um lado, a atitude de dúvida e desconfiança de Zacarias; por outro, a atitude de abertura e docilidade de Maria.
Que o testemunho de Zacarias nos ajude a aprofundar a atitude que devemos ter ante o Senhor.

Motivação: Neste quarto dia da novena de Natal, siga preparando o presépio. Depois de ter colocado a Imagem de Maria e José, de ter posto o estábulo, colocar a manjedoura vazia. Manifestar a falta de algo, o protagonista principal, sem o qual não pode haver Natal.
Que cada um faça uma oração ao Menino Deus, convidando-o a que venha logo encher nosso grupo, nossa família, nossa sociedade com Sua presença. Que, neste Natal, Ele seja o centro da nossa celebração.
Fazer algum gesto ou atitude concreta durante o dia. Se você conhece alguma pessoa do bairro ou da comunidade que tenha deixado o grupo ou que tenha mudado de religião, chame-a para partilhar, interesse-se pelo que ela está vivendo e sentindo. Deseje-lhe um ‘Feliz Natal’.

Oração inicial: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo. Tu fecundaste ao Verbo de Deus e O levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-O palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar a Deus no coração e nos deixar transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós, para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de teu Filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar e ser curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu Filho como centro de nossa vida. Maria, pede por nós, agora e sempre. Amém.

Leitura: Lucas 1,12-20
Quando Zacarias o viu, perturbou-se e foi dominado pelo medo.
Mas o anjo lhe disse: "Não tenha medo, Zacarias; sua oração foi ouvida. Isabel, sua mulher, dará a você um filho, e você lhe dará o nome de João.
Ele será motivo de prazer e de alegria para você, e muitos se alegrarão por causa do nascimento dele, pois será grande aos olhos do Senhor. Ele nunca tomará vinho nem bebida fermentada, e será cheio do Espírito Santo desde antes do seu nascimento.
Fará retornar muitos dentre o povo de Israel ao Senhor, o seu Deus.
E irá adiante do Senhor, no espírito e no poder de Elias, para fazer voltar o coração dos pais a seus filhos e os desobedientes à sabedoria dos justos, para deixar um povo preparado para o Senhor".
Zacarias perguntou ao anjo: "Como posso ter certeza disso? Sou velho, e minha mulher é de idade avançada".
O anjo respondeu: "Sou Gabriel, o que está sempre na presença de Deus. Fui enviado para transmitir a você estas boas-novas.
Agora você ficará mudo. Não poderá falar até o dia em que isso acontecer, porque não acreditou em minhas palavras, que se cumprirão no tempo oportuno". Palavras do Senhor. Glória a Vós Senhor. 

*Aprofundar o texto. Ler várias vezes, saborear a palavra, deter-se nela. Ver os detalhes dos personagens. Fazer uma leitura gastando tempo para escutar o Senhor. Ver a atitude de Zacarias, suas dúvidas, sua desconfiança, o que o Senhor espera dele.
Contemplação: É buscar apropriar-se do texto, não olhá-lo com expectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens. Usar a imaginação para conhecê-los e aprofundá-los interiormente.

Oração: Senhor, é curioso ver o que fizeste com Zacarias, como não Te agradou o fato de ele ter duvidado de Ti e, por isso, o deixaste mudo, como lhe dera um tempo para que visse sua atitude. Sabes, Senhor, melhor que continue agindo assim, porque, senão, nossa situação será bem difícil. Em lugar de nos castigar, dá-nos sede de Ti; em vez de nos deixar mudos como Zacarias, faz com que desejemos conhecer-Te, estar contigo e deixar nossa vida em Tuas mãos. Senhor, dá-nos Tua graça para respondermos ao que Tu nos pedes, como Tu nos pedes.
Senhor, em algumas circunstâncias, faço como Zacarias, duvido e desconfio de Ti, como não entendo o que me acontece. Há coisas que me fazem desconfiar de Tua presença junto a mim. Muitas vezes, não o encontro nos acontecimentos do meu dia a dia, e isso me deixa muito triste, porque não consigo ver Tua presença em algumas coisas que vivo. Por isso, Senhor, peço-Te que, neste Natal, o Senhor me dê um coração aberto e sensível à Tua presença em minha vida. Que eu possa reconhecê-Lo a cada momento em meu dia a dia e que possa interpretá-la de acordo com a Tua vontade e Teu amor.

Oração Final: Menino Jesus, Tu que vieste compartilhar a nossa vida, Tu que quiseste se fazer um de nós, em tudo igual a nós, menos no pecado. Tu que nos conheces e sabes o que somos, olha nossa vida, nossas dificuldades, nossas dúvidas, nossos medos, nossa dor e nossas penas, e vem nos ajudar, nos consolar, vem dar-nos a graça para encontrarmos em Ti a paz, a alegria e a esperança. Menino Jesus, neste Natal, ajuda-nos a crer e confiar mais em Ti, ajuda-nos a deixarmo-nos conduzir por Ti, a esperar por Tuas promessas, e que sejamos dóceis à Tua ação. Menino Jesus, que, em nossas famílias, cresçamos na confiança e na segurança, que saibamos dar espaço à outra pessoa, que acreditemos nela, que a valorizemos, que a queiramos assim como Tu a queres. Menino Jesus, faz com que, neste Natal, cada um de nós saiba perdoar quem nos feriu e que isso seja curado pelo amor mútuo. Menino Jesus, ajuda-nos a viver a alegria do teu nascimento. Amém.