segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Imaculada Conceição de Maria e a abertura do ano da Misericórdia.

8 de Dezembro – A IMACULADA CONCEIÇÃO DA MÃE DEUS
Desde a manhã, senti a proximidade da MÃE SANTÍSSIMA. Durante a Santa Missa vi NOSSA SENHORA tão formosa e bela que não tenho palavras para poder expressar, ao menos em parte, a Sua admirável e encantadora beleza. Estava toda de branco, cingida na cintura com uma faixa azul, o manto também era azul e na cabeça uma linda e brilhante coroa, toda Ela irradiando um incomparável esplendor. “Sou a Rainha do Céu e da Terra, mas especialmente a vossa Mãe”. Estreitou-me ao seu Coração e disse:“Sempre Me compadeço de ti”. Senti a força do seu Coração Imaculado que se comunicou à minha alma. Agora compreendo porque estava me preparando há dois meses para essa Festa e porque a aguardava com tanta ansiedade. A partir de hoje, procurarei alcançar a maior pureza possível da alma, para que os raios da graça de DEUS nela se reflitam com toda a claridade. Desejo ser um cristal, para ser agradável aos Seus olhos. [Diário 805]. Tudo por Jesus nada sem Maria!!
Oração a Imaculada Conceição
Ó Maria, lírio imaculado de pureza, eu me congratulo convosco, porque desde o primeiro instante da Vossa Conceição fostes cheia de graça e, além disso, vos foi conferido o perfeito uso da razão. Dou graças e adoro a Santíssima Trindade que Vos concedeu tão sublimes dons; e me confundo totalmente na Vossa presença ao ver-me tão pobre de graças; Vós que de graças celestes fostes tão copiosamente enriquecida reparti com a minha alma e fazei-me participante dos tesouros que começastes a possuir em Vossa Imaculada Conceição. 

Virgem Puríssima, concebida sem pecado e desde aquele primeiro instante toda bela e sem mancha. Gloriosa Maria, cheia de graça, Mãe de Deus, Rainha dos Anjos e dos homens. Saúdo-vos humildemente como Mãe do meu Salvador que, com aquela estima, respeito e submissão com que vos tratava, ensinou-me quais sejam as honras e a veneração que devo prestar-vos. Dignai-vos, eu vo-lo rogo: (Faça o seu pedido). 
Vós sois o seguro asilo dos pecadores penitentes e assim tenho razão para recorrer a Vós. Sois Mãe de misericórdia e por este título não podeis deixar de enternecer-Vos à vista das minhas misérias. Sois, depois de Jesus Cristo, toda a minha esperança, e por esta razão não podeis deixar de reconhecer a terna confiança que tenho em Vós. Fazei-me digno de chamar-me Vosso filho para que possa confiadamente dizer-Vos: mostrai que sois minha Mãe! Amém.


O logotipo oficial do Ano Santo da Misericórdia
O lema foi tomado do Evangelho segundo São Lucas: “Misericordiosos como o Pai”.

O logotipo do Jubileu é obra do sacerdote jesuíta, Pe. Marko I. Rupnik e se apresenta como uma pequena suma teológica da misericórdia, “para que vivamos a misericórdia seguindo o exemplo de Jesus Cristo, que pede para não julgar e não condenar, mas perdoar e dar amor e perdão sem medida”.

Dom Fisichella explicou que este logotipo “mostra o Filho que carrega sobre seus ombros o homem perdido, recuperando assim uma imagem muito contemplada na Igreja antiga, pois essa imagem mostrava o amor de Cristo que leva ao término o mistério da sua encarnação com a redenção”.

“O desenho foi feito de tal forma que realça o Bom Pastor que toca profundamente a carne do homem e o faz com tal amor que é capaz de mudar sua vida. Além disso, um detalhe não é esquecido: o Bom Pastor com extrema misericórdia carrega sobre si a humanidade, mas os seus olhos confundem-se com os do homem”, disse a autoridade vaticana.

O Arcebispo Fisichella destacou: “Nesta imagem Cristo olha com os olhos de Adão, e Adão com os olhos de Cristo. Assim, cada homem descobre em Cristo, novo Adão, a própria humanidade e o futuro que o espera, contemplando em seu olhar o amor do Pai”.

A cena é colocada dentro da mandorla, uma espécie de amêndoa, que é uma figura típica da iconografia antiga e medieval que recorda a presença das duas naturezas, divina e humana, em Cristo. E dentro da arte costuma servir como marco para personagens sagrados.

Os três ovais concêntricos, de cor progressivamente mais clara quanto mais ao exterior, sugerem o movimento de Cristo que conduz o homem para fora da noite do pecado e da morte. Por outro lado, a profundidade da cor mais escura também sugere o mistério do amor do Pai que tudo perdoa.

O logotipo do jubileu da Misericórdia foi registrado nos órgãos internacionais competentes para evitar qualquer uso inapropriado e proteger sua propriedade, pois qualquer uso distinto ao puramente religioso será denunciado.

O Jubileu da Misericórdia foi anunciado oficialmente pelo Papa Francisco através da Bula “Misericordiae vultus”. O Ano Santo  começa hoje na Solenidade da Imaculada Conceição, e terminará no dia 20 de novembro de 2016, Solenidade de Cristo Rei do Universo.

FONTE:https://catolicosnarede.wordpress.com/2015/05/26/confira-o-logotipo-e-a-oracao-do-ano-da-misericordia/

BULA DE PROCLAMAÇÃO DO JUBILEU EXTRAORDINÁRIO DA MISERICÓRDIA: http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/apost_letters/documents/papa-francesco_bolla_20150411_misericordiae-vultus.html


Oração do ano Ano Santo da Misericórdia
Senhor Jesus Cristo, Vós que nos ensinastes a ser misericordiosos como o Pai celeste, e nos dissestes que quem Vos vê, vê a Ele. Mostrai-nos o Vosso rosto e seremos salvos. O Vosso olhar amoroso libertou Zaqueu e Mateus da escravidão do dinheiro; a adúltera e Madalena de colocar a felicidade apenas numa criatura; fez Pedro chorar depois da traição, e assegurou o Paraíso ao ladrão arrependido. Fazei que cada um de nós considere como dirigida a si mesmo as palavras que dissestes à mulher samaritana: Se tu conhecesses o dom de Deus! Vós sois o rosto visível do Pai invisível, do Deus que manifesta sua omnipotência sobretudo com o perdão e a misericórdia: fazei que a Igreja seja no mundo o rosto visível de Vós, seu Senhor, ressuscitado e na glória. Vós quisestes que os Vossos ministros fossem também eles revestidos de fraqueza para sentirem justa compaixão por aqueles que estão na ignorância e no erro: fazei que todos os que se aproximarem de cada um deles se sintam esperados, amados e perdoados por Deus. Enviai o Vosso Espírito e consagrai-nos a todos com a sua unção para que o Jubileu da Misericórdia seja um ano de graça do Senhor e a Vossa Igreja possa, com renovado entusiasmo, levar aos pobres a alegre mensagem proclamar aos cativos e oprimidos a libertação e aos cegos restaurar a vista. Nós Vo-lo pedimos por intercessão de Maria, Mãe de Misericórdia, a Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo, pelos séculos dos séculos. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário