sábado, 10 de junho de 2017

Trabalhe e reze. Fique em silêncio.

Do meu ponto de vista e experiência, a regra do silêncio deveria estar em primeiro lugar. Deus não se comunica à alma tagarela que, como zangão na colmeia, zumbe muito, mas não fabrica mel. A alma tagarela é vazia interiormente. Não há nela nem virtudes sólidas, nem familiaridade com Deus. Não há nela condições para levar uma vida mais profunda, para a doce paz e silêncio, em que reside Deus. A Alma que não saboreou a doçura do silêncio interior é um espírito inquieto e perturba o silêncio dos outros. [Diário de Santa Faustina nº 119]. Jesus eu confio em Vós!
 O segredo de Maria
Trabalhe e reze. Fique em silêncio,
 reze, ame e reze. Escute e reze.
 Não discuta, não queira ter razão: cale-se.
 Não julgue, não condene: ame.
 Não olhe, não queira saber: abandone-se.
 Não arrazoe, não entre na profundidade
 dos problemas: creia.
 Não se agite, não procure fazer: reze.
 Não se inquiete, não se preocupe: tenha fé.
 Quando você fala, Deus se cala
 e você diz coisas equivocadas.
 Quando discute, Deus é esquecido e você peca.
 Quando você argumenta, Deus é humilhado
 e você pensa em coisas vãs.
 Quando você se apura, Deus é distanciado
 e você tropeça e cai.
 Quando você se agita, Deus é lançado fora
 e você fica na obscuridade.
 Quando você julga o irmão, Deus é crucificado
 e você se julga a si mesmo.
 Quando você condena o irmão, Deus morre
 e você se condena a si mesmo.
 Quando desobedece, Deus fica distante e você morre.
Oração em honra ao Imaculado Coração de Maria 

Amabilíssimo Coração de Maria: 
Que ardeis continuamente em vivas chamas de amor divino; por Ele vos suplico, Mãe minha amorosíssima, abraseis meu tíbio Coração nesse divino fogo em que estais toda inflamada. Ave-Maria e glória...  

Puríssimo Coração de Maria: 
De quem brota a linda açucena de virginal pureza. 
Por ela vos peço, Mãe minha imaculada, purifiqueis meu impuro coração, infundindo nele a pureza e castidade.  Ave-Maria e glória...  

Afligidíssimo Coração de Maria: 
Traspassado com a espada de dor pela paixão e morte de vosso querido Filho Jesus, e pelas ofensas que continuamente se fazem a sua Divina Majestade; Dignai-vos, Mãe minha dolorida, penetrar meu duro coração com uma viva dor de meus pecados e com o mais amargo sentimento dos ultrajes e injúrias que está recebendo dos pecadores o Divino Coração de meu adorável Redentor. Ave-Maria e glória... 

Oh! Doce Coração de Maria, sede a minha salvação.
No dia 13 celebramos um grande Santo e pregador Santo Antonio de Pádua. Segue a Trezena: http://www.franciscanos.org.br/?p=4367

Nenhum comentário:

Postar um comentário